​No último sábado (13), o ​São Paulo encarou seu primeiro desafio oficial após o retorno do calendário nacional. Logo de cara, o Soberano teve pela frente o líder do Brasileirão e seu arquirrival, Palmeiras, duelo que acabou terminando empatado por 1 a 1 com uma etapa dominada por cada time. Esportivamente, o resultado ​não desagradou a comissão técnica, mas os dias seguintes ao Choque-Rei reservaram algumas 'dores de cabeça' ao clube.


Já segue a gente no Instagram? Clique aqui e venha para a Casa dos Torcedores!

​​Como destaca o ​UOL Esportes, algumas pequenas questões/problemas surgiram no Tricolor pós-clássico, desde as críticas públicas de Cuca ao sistema de iluminação do Morumbi - apontado como falho e usado como justificativa para o gol do Palmeiras no duelo -, até uma inesperada polêmica entre Raí e o presidente do Corinthians, Andrés Sanchéz.


Em entrevista concedida no programa 'Jogo Sagrado' do canal Fox Sports, o mandatário alvinegro teria afirmado que Raí, diretor de futebol do São Paulo, se ofereceu à CBF para assumir o cargo de coordenador de seleções, vago após Edu Gaspar comunicar saída e rumar ao Arsenal. A declaração de Andrés repercutiu mal no Morumbi, sendo prontamente rebatida pela cúpula são-paulina e pelo próprio Raí.

Além dos problemas diplomáticos extracampo, o São Paulo ainda se viu diante de 'novidades' negativas relativas ao seu elenco. Retornando às ações justamente no Choque-Rei após mais de três meses sem atuar, o atacante Pablo deixou o gramado com nova lesão, desfalcando o Tricolor Paulista por mais um mês. O atacante Rojas, que estava em processo final de recuperação após ruptura no tendão patelar sofrida em novembro de 2018, precisará passar por um novo procedimento antes de retornar às atividades