Enquanto o departamento de futebol do ​Corinthians trabalha para trazer reforços pontuais, a diretoria do Timão bateu o martelo sobre o futuro de um dos jogadores que estava fora dos planos do técnico Fábio Carille para o restante da temporada. A situação foi conduzida pelo presidente Andrés Sanchez, junto com os demais membros da diretoria, que alcançaram um acordo com jogador e estafe.

Trata-se do atacante Júnior Dutra, que estava emprestado ao Al-Nasr, dos Emirados Árabes Unidos e voltou ao Brasil para definir ao seu futuro junto com o seu empresário. Agora, vai buscar uma nova equipe neste segundo semestre após a rescisão contratual ajustada com o Timão, que terá em seus cofres uma economia de R$ 600 mil que seriam gastos até o fim do contrato, de acordo com o site ​Meu Timão. A rescisão amigável entre as partes já foi publicada no BID da CBF. 


Fabio Carille,Junior Dutra

O atacante não estava sendo aproveitado no Alvinegro desde o ano passado, quando foi emprestado ao Fluminense; depois de atuar no Tricolor Carioca, foi cedido para o Al-Nasr-EAU. Aos 31 anos de idade, chegou com muita expectativa por parte da torcida e da comissão técnica, mas não conseguiu ter sequência de jogos satisfatória com a equipe de Itaquera, tendo jogado como atacante mais aberto e como centroavante, esta última posição após a saída de Jô.

Ao todo, o atleta atuou em 24 jogos com a camisa do Timão e balançou as redes em quatro oportunidades, acabando por não cair nas graças da torcida corintiana pelas suas atuações - ou de Carille. No Emirados Árabes Unidos desde o começo deste ano durante o primeiro semestre, o atacante Júnior Dutra atuou em 15 partidas pelo Al-Nasr e fez três tentos pelo clube árabe.