​Se gasta mais do que pode, isso é o futuro que irá dizer. Mas fato é que, em 2019, o ​Flamengo não está para brincadeira. Somando os reforços que chegaram no início da temporada com aqueles já anunciados para o segundo semestre, o clube já investiu quase R$ 200 milhões.


De torcedor para torcedor: clique aqui e siga o 90min no Instagram!



Flamengo v Athletico PR - Brasileirao Series A 2019


A maioria dos nomes buscados é para lá de badalado. Na arrancada da temporada, o Rubro-Negro gastou, conforme balancete oficial, nada menos que R$ 80,354 milhões com De Arrascaeta, que estava no ​Cruzeiro, R$ 26,787 milhões para ter Bruno Henrique, ex-​Santos, e R$ 24,559 milhões por Rodrigo Caio, que pertencia ao ​São Paulo. Isso sem contar luvas e intermediações - R$ 4,057 milhões com Gabigol, que chegou por empréstimo junto à Inter de Milão, e R$ 849 mil com Diego, que renovou seu contrato. Mais recentemente, a direção buscou na Europa o lateral-direito Rafinha, que ficou livre no mercado, o meio-campista Gerson, que defendia a Roma e custou R$ 49,7 milhões, e o zagueiro espanhol Pablo Marí, pelo qual pagou R$ 5,4 milhões.


FBL-COPA AMERICA-2019-BRA-TRAINING


Soma-se tudo e o total chega a R$ 193 milhões, sem contar as cifras repassadas a intermediários. Claro, nem tudo precisa ser quitado logo de cara e, nos últimos meses, o Flamengo contou com a entrada de recursos oriundos das vendas de Vinicius Junior (R$ 164 milhões) e Lucas Paquetá (R$ 150 milhões, sendo 70% para a instituição). Mas é fato que o clube investiu pesado para montar um elenco de respeito. E, se não bastasse isso, a direção ainda quer fechar com o lateral-esquerdo Filipe Luis e com mais um atacante.


Para mais notícias do Flamengo, clique ​aqui.