Antes mesmo de perder Rodolfo - flagrado no exame antidoping por ​uso de cocaína -, o Fluminense já priorizava um goleiro no mercado de transferências, posição que trouxe enorme dor de cabeça para Diniz no primeiro semestre. A suspensão preventiva do titular aumentou a carência, obrigando a diretoria tricolor a intensificar suas buscas na janela.


Já segue a gente no Instagram? Clique aqui e venha para a Casa dos Torcedores!

Os planos A e B do Fluminense não prosperaram, com o clube carioca esbarrando em entraves nas suas investidas por Walter (​Corinthians) e Renan (ex-Botafogo, atualmente no Ludogorets). A cruzada por um goleiro só acabou na última sexta-feira (5), quando o Tricolor, enfim, encontrou seu potencial novo titular. Se trata de Muriel, de 32 anos, revelado pelo ​Internacional, clube pelo qual atuou entre 2011 e 2013.

Internacional v Fluminense - Brazilian Series A 2013

Em entrevista concedida ao ​Lance!, o atual treinador de goleiros do Colorado, Daniel Pavan, falou um pouco sobre seu ex-pupilo, agora reforço do rival Fluminense. De acordo com o profissional gaúcho - trabalhou com Muriel nos primeiros anos desta década -, o time carioca pode esperar grandes coisas de seu novo contratado.


"Muriel é um ótimo goleiro, muito profissional e trabalhador. Posso garantir que o Fluminense fez uma grande contratação e vai agregar muita qualidade e muita liderança ao grupo. A grande qualidade dele é a explosão, a força, potência. A velocidade dele é muito grande, um poder de reação incrível, uma retomada muito boa. Vocês vão se impressionar com isso aí", afirmou.

Muriel estava livre no mercado e assinou contrato de três anos e meio com o Fluminense, até o final de 2022. Sua última passagem havia sido pelo Belenenses, de Portugal, clube pelo qual se destacou positivamente: "Muriel foi titular do Internacional por três temporadas e vem de duas grandes temporadas na Europa (...) Sempre se cuidou muito, é um atleta na concepção da palavra", concluiu Daniel Pavan.