Com Jorge Jesus para comandar o elenco do ​Flamengo nos treinos de vento em popa, a diretoria agora se preocupa apenas em rechear o plantel do português com mais nomes. A prioridade é a contratação de um zagueiro experiente e de rodagem e um centroavante. Para o poderio ofensivo, o peruano André Carillo, que pertence ao Benfica (POR), Gilberto, do Bahia, e até Diego Costa, do Atlético de Madrid (ESP), foram especulados até o momento. 


Só que o clube da Gávea parece ter outro alvo em vista, e este bem mais perto. Trata- se do jovem Pedro, do Fluminense e que vem sofrendo assédio do mercado europeu há algum tempo. Reportagem do ​jornal Lance! da noite de segunda-feira (24) informa que a operação já começou, uma vez que os dirigentes rubro-negros procuraram o empresário do jogador, Márcio Giugni. 


Pedro

A ideia do Fla é agir parecido com a transação que rendeu Henrique Dourado, em 2018, quando o centroavante deixou também as Laranjeiras para atuar no rival. Aliás as características de Dourado são as pedidas por Jesus para a posição, com o intuito de gerar uma concorrência sadia com Gabigol, um dos artilheiros do clube na atual temporada. Entretanto a situação de Pedro é um pouco diferente da do seu "antecessor"


Na época, o então presidente do Fluminense, Pedro Abad, se viu obrigado a negociar o jogador por conta da grave crise financeira que assolava o clube. Agora a gestão nas Laranjeiras está a cargo do novo mandatário Mário Bittencourt, que, nos bastidores, não se interessa por negociações com o arquirrival, principalmente no que envolve uma das maiores promessas reveladas em Xerém nos últimos anos e bastante identificada com a torcida, assim como foi com Darío Conca (que também defendeu o rival) há pouco menos de uma década.


Recentemente, o Fluminense rejeitou uma oferta de cerca de R$ 39,6 milhões (8,5 milhões de euros), do Lyon, da França, por Pedro. O objetivo é negociá-lo pelo valor total da multa, avaliada em R$ 217 milhões (50 milhões de euros). Dentro do clube, o interesse do Fla já é sabido e a diretoria trabalha, por enquanto, apenas com essa ideia de transação pela multa completa. O Tricolor possui 50% dos direitos econômicos do seu camisa 9.

 

Aos 22 anos, Pedro foi promovido aos profissionais em 2016 e participou de 86 partidas pelo Flu, com 29 gols, sendo sete jogos neste ano com três gols assinalados, tudo isso após se recuperar de uma grave lesão no joelho direito, que o tirou dos campos por oito meses. Recentemente o centroavante tricolor foi campeão junto com a Seleção Brasileira Sub-23 no Torneio de Toulon, na França.