Ele poderia estar “em casa”. Mas a realidade é que não estava. Óscar Romero, atacante da seleção paraguaia, deixou o banco de reservas na partida desta quarta-feira, contra a Argentina, para tentar dar ao seu país a classificação antecipada às quartas de final da Copa América. Não conseguiu, embora tenha atormentado a defesa adversária em algumas oportunidades.


De torcedor para torcedor: clique aqui e siga o 90min no Instagram!



FBL-PAR-TRAINING


Ao final do confronto no Mineirão (empate em 1 a 1, pela segunda rodada do Grupo B), ele confirmou que, no início de 2019, esteve em contato para defender o Atlético-MG. O alto salário que ganha no Shanghai Shenhua, da China, afastou qualquer possibilidade de uma transferência para o Brasil. E, se existia qualquer esperança de uma retomada nas tratativas, ele também tratou de sepultá-la. “Me procuraram em determinado momento, falaram do interesse, mas não avançou muito. Tenho contrato com meu clube na China e vou seguir por lá”, salientou.


Angel Romero


O jogador é irmão de Ángel Romero, que deixa o ​Corinthians com o término de seu vínculo e também está na mira do Galo. No entanto, Óscar evitou dar detalhes sobre o futuro do familiar. “Ele ainda não sabe. Está decidindo e, nos próximos dias, anunciará o seu destino.” Será que, enfim, o clube mineiro terá um representante deste clã? Para saber, é preciso aguardar mais um pouco.


Para mais notícias do Atlético Mineiro, clique ​aqui.