​Atual vice-líder do Campeonato Brasileiro de 2019, o ​Santos viveu um primeiro semestre de altos e baixos sob comando de Sampaoli. Apesar do número esmagador de vitórias (19 triunfos, oito empates e oito derrotas), o Alvinegro amargou algumas eliminações dolorosas, como na Sul-Americana e na Copa do Brasil. Agora, o clube tenta deixar para trás a fase instável, focando somente no nacional e se posicionando como forte perseguidor ao Palmeiras.


Já segue a gente no Instagram? Clique aqui e venha para a Casa dos Torcedores!

​​O ​UOL Esportes fez um raio-X do momento santista, cravando quem chegou à pausa em alta com o chefe, e quem já não está com tanta moral junto a Sampaoli. Dentre os jogadores em baixa, por sinal, há nomes que podem acabar negociados já nesta janela. Confira:


Em alta

Eduardo Sasha

Eduardo Sasha: Ao falarmos em redenção individual, o primeiro nome que vem em mente dentro do atual elenco alvinegro é o de Sasha. No início da temporada, o atacante chegou a ser liberado por Sampaoli para buscar outro clube, mas acabou permanecendo no Peixe. Foi recuperando moral e prestígio gradualmente, ganhando oportunidades diante da carência alvinegra na posição de centroavante. Hoje, é um dos artilheiros do Brasileirão com cinco gols.


Lucas Veríssimo: O zagueiro não era um dos preferidos de Jorge Sampaoli no início do trabalho do argentino na Vila Belmiro, ficando constantemente entre os reservas durante a disputa do Campeonato Paulista. Atualmente é titular absoluto e um dos pilares defensivos do Peixe, tratado como titular absoluto para a zaga ao lado de Felipe Aguilar.


Éverson: Contratado junto ao Ceará por sua qualidade no jogo com os pés, o goleiro demorou a se adaptar ao novo clube e cometeu algumas falhas técnicas, o que levou Sampaoli a promover um rodízio na posição. Passada a oscilação, Éverson passou a corresponder em alto nível e assumiu de vez a titularidade.


Em baixa

Vanderlei

Luiz Felipe: O espaço e prestígio ao zagueiro mudaram a partir de sua falha individual na semifinal do Paulistão contra o Corinthians, em lance que originou o segundo gol rival no jogo de ida. Está atrás de Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique e Aguilar na hierarquia do setor, mas sua saída não está nos planos do clube, ao menos por ora.


Vanderlei: No Santos desde 2015, o goleiro era tratado como um 'semideus' no clube até 2018, mas a fase atual já não é mais tão esplendorosa. Instável e cometendo erros incomuns para sua qualidade, acabou superado por Éverson na disputa pela titularidade e ​deve deixar a Vila Belmiro em breve. O Santos o considera caro para ser reserva, e já busca interessados.


Derlis González: O paraguaio é um dos casos de declínio mais preocupantes e que chamam mais atenção, já que iniciou a temporada em alta e foi um dos grandes destaques individuais do Santos no Paulistão, caindo demais de rendimento a partir de abril. Não atua desde a goleada sofrida pelo Peixe para o Palmeiras, há cerca de um mês.


Alison: Titular absoluto na temporada passada, o camisa 5 viu a concorrência em seu setor aumentar a partir da chegada de Jobson e, especialmente, Jean Lucas. O garoto emprestado pelo ​Flamengo assumiu posição e vem atuando em alto nível, fechando o meio com Pituca e Carlos Sánchez, titulares absolutos. Desta forma, Alison caiu ao posto de reserva imediato.