​Fora dos planos de Renato Gaúcho para a sequência de 2019, o Grêmio negocia a saída do ​jovem Lincoln, jogador oriundo das categorias de base e promovido aos profissionais ainda em 2015 por Felipão. Seu destino será o futebol português, contudo, a negociação entre as partes esbarra em pequeno entrave neste exato momento.


Já segue a gente no Instagram? Clique aqui e venha para a Casa dos Torcedores!

As tratativas para a venda de Lincoln ao Santa Clara estavam adiantadas, mas um dos termos do acordo proposto não agradou o modesto clube português: a manutenção de parte dos direitos econômicos do jogador pelo grupo DIS. De acordo com a apuração do ​UOL Esportes, o fundo de investimento detém 34% do passe do jovem atleta e não tinha intenções de se desfazer desta fatia, ao mesmo tempo que os dirigentes lusitanos se mostraram taxativamente contrários a negociar com um 'terceiro' na equação.


As partes ainda se mantém otimistas por um acordo, mas desta vez em novos termos: Lincoln deve reforçar o Santa Clara via empréstimo com opção de compra. Tal cenário agrada os três envolvidos na negociação, que deve ser sacramentada nos próximos dias.

Lincoln

Hoje com 20 anos, Lincoln teve bons lampejos em seus primeiros meses enquanto jogador profissional, mas jamais conseguiu engatar sequência como titular no ​Grêmio. Esteve emprestado nas últimas temporadas, defendendo Rizespor (TUR) e América-MG. Seu contrato com o Tricolor Gaúcho é válido somente até 2020.