Mesmo com diversas contratações de impacto, o São Paulo segue tendo muita dificuldade para engrenar na temporada. Já foi eliminado da Copa do Brasil e da Libertadores, além de ter sido vice-campeão do Campeonato Paulista. Restando somente o Brasileiro para disputar, o Tricolor precisa de uma reação rápida para tentar ter alguma chance de brigar no pelotão da frente da competição.

O próximo desafio do Soberano será na quinta-feira (13) contra o Atlético-MG no Independência, às 20h. Para conseguir vencer essa partida e continuar forte no torneio, o treinador Cuca precisará superar a ausência de um jogador importante do elenco. Trata-se do atacante Éverton, que saiu substituído contra o Avaí por conta de uma lesão muscular de grau II no adutor da coxa direita.


Everton

​Essa não é primeira contusão do atleta nesta temporada, tendo em vista que o atacante tem convivido constantemente com problemas deste tipo; precisamente, é a terceira lesão do jogador em 2019, que acaba fazendo muita falta ao time, até porque é considerado um atleta fundamental no ataque por conta de sua velocidade nos contra-ataques.

Éverton foi contratado no ano passado junto ao Flamengo com status de grande reforço, mas ainda conseguiu demonstrar o que dele se esperava. Na ocasião, o São Paulo desembolsou R$ 15 milhões pela sua aquisição acreditando que seria uma das referências do time. Aos 30 anos, o atleta já passou por clubes importantes do Brasil e tem histórico de lesões na sua carreira.