O calendário do futebol em 2019 terá uma pausa de aproximadamente um mês para a disputa da ​Copa América, que será aqui no Brasil. Durante o período, para manter seus grupos em atividades, os clubes montam planejamentos para realizar pré-temporadas em meio à disputa de muitas competições. Dentro do país, quatro times pretendiam realizar um torneio amistoso, mas que teve que ser cancelado por conta da prisão de um empresário ocorrida no último sábado, em Brasília.



FBL-WC-2014-MATCH57-BRA-COL

Ceará, Fortaleza, Palmeiras e Vasco participariam uma competição com duas datas para o final de junho. A ação estava sendo organizada por Roni, ex-jogador de Fluminense, Flamengo, Santos, São Paulo, Cruzeiro e Atlético-MG. No entanto, um fato inesperado para os quatro clubes aconteceu ontem. O atual empresário foi detido em um camarote do estádio Mané Garrincha partida entre Botafogo e Palmeiras, válida pela sexta rodada do Brasileirão.


Investigado por fraude financeira em partidas realizadas no estádio de Brasília, o ex-jogador é dono da “Roni7”. A empresa era a responsável por levar jogos para outros locais do país como, por exemplo, o próprio Mané Garrincha. O ex-jogador foi preso juntamente com Daniel Vasconcelos, presidente da Federação de Futebol do Distrito Federal. A dupla é suspeita de integrar um grupo especializado em fraudes para pagar menos aluguel e imposto nas praças esportivas pelo país.


A competição amistoso seria disputada em Fortaleza, sendo que o presidente do Ceará já tinha confirmado a participação de Palmeiras e Vasco, que viajaram com seus elencos principais. As definições dos jogos seriam por sorteio, com os vencedores se enfrentando na decisão, e os perdedores duelando pelo terceiro lugar. As datas escolhidas eram 26 e 30 de junho. Com o cancelamento, os quatro clubes serão obrigados a alterar o planejamento para a pausa no calendário que se aproxima.