​Após um início de ano bastante prolífico, marcado pela conquista do Campeonato Mineiro e pelas cinco vitórias consecutivas na fase de grupos da ​Libertadores, o Cruzeiro vive seu primeiro momento de grande instabilidade em 2019. Mais do que os tropeços acumulados consecutivamente, o nível baixo de atuações preocupa o torcedor celeste e mexe com os ânimos na Toca da Raposa, especialmente os de Mano Menezes.


Já segue a gente no Instagram? Clique aqui e venha para a Casa dos Torcedores!

Ao testemunhar seu time ser goleado pelo Fluminense na noite do último sábado (18), em encontro válido pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro, o treinador celeste não usou meias palavras em entrevista coletiva. Como destaca o ​UOL Esportes, o comandante fez questão de rechaçar qualquer teoria de problema de bastidores afetando o desempenho esportivo, cravando comissão técnica e jogadores como responsáveis pela má fase da equipe.


"A direção do Cruzeiro trabalha de uma forma muito correta. Nós é que não estamos conseguindo entregar aquilo que é o nosso nível. Agora vamos tentar encontrar as razões. Não existe para isso, que justifique isso que aconteceu com a gente, a não ser o jogo, a nossa falta de capacidade de resolver as situações", afirmou o treinador.

​​Com o revés no Maracanã, o Cruzeiro chegou a três derrotas em três partidas disputadas fora de casa no Brasileirão. Os únicos seis pontos conquistados pela equipe mineira na competição vieram em partidas no Mineirão. A instabilidade defensiva, setor que sempre foi o ponto forte da equipe, também espanta: são onze gols sofridos em cinco jogos. Ao falar sobre a defesa, o treinador não poupou críticas.


"Essa é a nossa hora de ouvir, é a hora de falar menos. Estamos tomando gols como tomamos esse de bola parada no fim do primeiro tempo, que não estamos acostumados a tomar. Tomamos um gol ridículo na volta do segundo tempo. Ridículo, porque é um chutão para frente. Nossa defesa, que sempre foi firme, bateu cabeça. Tomamos gol ridículo no quarto gol, numa lateral, na reta final do jogo", criticou Mano.

FBL-LIBERTADORES-CRUZEIRO-HURACAN

Felizmente para Mano, o Cruzeiro terá semana livre para treinar e voltar aos eixos, já que volta a campo somente no próximo domingo (26), contra a ​Chapecoense.