Ao mesmo tempo em que observa o mercado da bola em busca de reforços para atender aos pedidos do técnico Cuca, a diretoria do São Paulo se mexe internamente para não perder seus principais destaques das categorias de base e conseguiu importante renovação de contrato com uma joia de Cotia na tarde deste sábado (18) e afastou o interesse do futebol europeu.


​Através de suas redes sociais, o Tricolor confirmou a extensão de contrato do jovem zagueiro MoratoA cria da base de Cotia de 17 anos prolongou o vínculo de outubro de 2022 para o fim de 2023 dias após ter sido promovido ao elenco profissional pelo técnico Cuca. Após perder Éder Militão (para o Porto-POR) e Marquinhos Cipriano (ao Shakhtar Donetsk-UCR) quase que de graça, a política do time do Morumbi é renovar automaticamente depois de ganhar chances no time principal.


Confiamos muito no potencial do Morato, que desde que chegou ao São Paulo mostra uma personalidade e talento incríveis. Estamos felizes com este momento e projetamos uma grande carreira para ele no clube”, afirmou o diretor-executivo de futebol Raí. Ele se torna o sétimo defensor à disposição da comissão técnica no elenco do Tricolor Paulista.


O zagueiro de 1,90m se destacou na conquista da Copa São Paulo de Futebol Júnior deste ano e esteve na mira do Porto, de Portugal, há cerca de um mês, mas a direção são-paulina não aceitou nem ouvir valores. O time português sabia que os zagueiros brasileiros Felipe e Éder Militão negociavam com os espanhóis Atlético de Madrid e Real Madrid, respectivamente, e via na cria são-paulina uma ótima peça de reposição.


O jovem defensor encantou o técnico Cuca nas chances em meio aos profissionais, principalmente quando jogou ao lado do companheiro de base Walce, e vai ter chances no Brasileirão. Ele só ficou de fora do duelo deste domingo (19), contra o Bahia, pelo Brasileirão 2019, devido a convocação para período de atividades com a seleção brasileira sub-20 na Granja Comary.


Atualmente, o elenco Tricolor conta com os defensores Robert Arboleda, Anderson Martins, Bruno Alves, Rodrigo, Lucas Kal e Walce, além de Morato. Um dos motivos da promoção de Morato aos profissionais é a possível venda de Arboleda ao Atlético de Madrid após a disputa da  Copa América 2019.