​Com uma das melhores campanhas da fase de grupos da ​Libertadores, o Internacional escanteou os questionamentos que pairavam sobre o clube, posicionando-se como uma das forças a ser monitorada no mata-mata. O sorteio realizado na última segunda (13) acabou reservando o tradicional Nacional (URU) como rival do ​Colorado nas oitavas, duelo pesado que mexe com todo o elenco gaúcho, e com um jogador em especial: Paolo Guerrero.


Já segue a gente no Instagram? Clique aqui e venha para a Casa dos Torcedores!

​​Como destaca o ​UOL Esportes, apesar de ser um velho conhecido do futebol brasileiro, o centroavante disputou somente três edições de Copa Libertadores em sua carreira: 2013, 2015 e 2017. Apesar de lembrado como autor do gol do título mundial do Corinthians em 2012, o peruano chegou ao Parque São Jorge somente em meados de julho, semanas após o clube alvinegro conquistar seu primeiro título continental, sobre o Boca Juniors.

Paolo Guerrero

Em suas duas primeiras participações, ainda vestindo a camisa alvinegra, Paolo Guerrero ficou pelo caminho nas oitavas de final. Na última, já como jogador do Flamengo, sequer passou da fase de grupos. Prosperar no mata-mata continental e erguer o troféu mais desejado da América, portanto, ainda é um objetivo de carreira para o atacante de 35 anos.


"Todas as vezes que joguei, sempre minha expectativa foi alta para levantar esta taça. Temos a oportunidade, sabendo que é difícil. Mas vamos lutar até o final e tenho certeza que este grupo tem uma qualidade grande. Depende de nós, de nossa cabeça, e temos demonstrado que estamos prontos para grandes coisas e tenho certeza que este grupo pode. Vamos trabalhar para conseguir este que é o nosso maior objetivo", afirmou.

Com os duelos contra o Nacional (URU) programados somente para o pós-​Copa América, o Internacional foca suas atenções no Campeonato Brasileiro e na Copa do Brasil.