Atravessando situação financeira complicadíssima, com recorrentes atrasos salariais atingindo jogadores e outros funcionários do clube, o ​Fluminense encara mais uma ação judicial referente a dívidas antigas. Desta vez, o 'cobrador' é justamente a empresa que contribuiu fortemente para as principais conquistas recentes do clube: a ex-parceira Unimed.


Já segue a gente no Instagram? Clique aqui e venha para a Casa dos Torcedores!

​​De acordo com o ​Blog do Rodrigo Mattos, a empresa entrou com ação na Justiça contra o Tricolor Carioca, cobrando aproximadamente R$ 3,4 milhões referentes a negociação do volante Jean ao Palmeiras. No processo, a Unimed acusa o clube de não ter cumprido os acordos previamente estabelecidos entre as partes e reivindica recuperar aquilo que investiu para sacramentar a compra de parte dos direitos econômicos do atleta.


Em 2013, último ano antes do encerramento da parceria, a Unimed adquiriu um percentual do passe de Jean pelo valor de R$ 3,5 milhões. Em troca, exigiu ter a palavra final sobre qualquer negociação envolvendo o jogador, e obviamente um ressarcimento em caso de saída do mesmo. Acontece que, três anos depois, o clube das Laranjeiras vendeu o volante ao ​Verdão por R$ 4,5 milhões, sem repassar nada desse montante à empresa.

Luis Felipe Scolari,Jean

Esta, por sinal, não é a primeira ação movida pela Unimed contra o Fluminense. O mesmo aconteceu com o lateral Wellington Silva, hoje no CSA-AL: "De fato, nos últimos anos a autora foi obrigada a ajuizar contra o Fluminense Football Club diversas ações para cobrança de valores que lhe são devidos e que não foram repassados pelo clube em negociações de jogadores análogas à aqui versada", afirmou a empresa na ação.