Bem antes da bola rolar, a grande decisão do Campeonato Paulista entre ​Corinthians e ​São Paulo já estava imersa em polêmicas. Além de toda controvérsia envolvendo recepção de torcida adversária e possíveis episódios de violência, alvinegros e tricolores fizeram questão de 'apimentar' a final com questionamentos acerca dos trios de arbitragem escalados para apitar as partidas no Morumbi e na Arena Corinthians.


Já segue a gente no Instagram? Clique aqui e venha para a Casa dos Torcedores!

​​Luiz Flávio de Oliveira é o escalado para a partida deste domingo (14), na casa são-paulina. A escolha desagradou tricolores, que alegam terem sido prejudicados em clássicos comandados por ele em 2014 e 2017, ambos contra o Corinthians. A partida do dia 21 de abril, por sua vez, será guiada por Raphael Claus, 'desafeto' recente da torcida e do elenco alvinegro, tendo sido xingado por Clayson no Pacaembu após a semi contra o Santos.


Apesar de toda reivindicação das torcidas, o sistema de escolha de trios de arbitragem pela Federação Paulista não permitia outros nomes se não estes. Como esclarece o ​UOL Esportes, o regulamento da entidade prevê, desde o ano passado, que os dois juízes mais bem ranqueados/avaliados ao longo da competição têm direito de arbitrar as finais. No sistema de pontos definido pela entidade, Luiz Flávio e Raphael Claus foram os melhores em desempenho, sendo 'premiados' com os jogos decisivos do Paulistão.

Raphael Claus

A busca por 'algozes extracampo' antes mesmo da bola rolar tem se tornado prática comum no futebol brasileiro: ao acusar o árbitro de erros passados, cria-se um ambiente de pressão e 'obrigação por reparação', além de um possível álibi para o fracasso de seu time. Se este perder, a culpa terá sido do juiz da partida. Esse tipo de narrativa é muito prejudicial ao futebol e completamente desnecessário para São Paulo e Corinthians. Gigantes do Estado, ​tricolores e alvinegros prometem uma grande e equilibrada final, sem que esse tipo de 'muleta' precise ser utilizada por seus respectivos torcedores, atletas ou dirigentes