Após passar por um período de instabilidade e insegurança no mercado de patrocínios, consequência do grave incêndio que atingiu o CT do Ninho do Urubu no início de fevereiro, o ​Flamengo conseguiu fechar com o seu novo máster. Assim como outros vários clubes da Série A, o Rubro-Negro foi um dos atingidos pela retirada dos investimentos da Caixa no futebol, medida implementada pelo novo governo federal.


Já segue a gente no Instagram? Clique aqui e venha para a Casa dos Torcedores!

​​Como noticia o ​Globoesporte, o novo parceiro rubro-negro é o banco digital BS2. O vínculo terá validade de duas temporadas (até 2020) e renderá R$ 30 milhões aos cofres do clube da Gávea, no mínimo. O valor fixo anual é de R$ 15 milhões, podendo ser acrescido a partir da participação do clube nas vendas de produtos da empresa.


"Desenvolvemos esse modelo de contrato com o BS2 porque, além de conhecer a seriedade e a qualidade do serviços do banco, sabemos a força da Nação rubro-negra. Tenho certeza que a nossa torcida vai abraçar esta parceria", afirmou o presidente do clube, Rodolfo Landim.

Um protótipo de camisa com a estampa da marca já foi apresentado à diretoria do clube, e o contrato entre eles passará a valer a partir da aprovação do Conselho Deliberativo, situação considerada mera formalidade. Entrevistado, o diretor-presidente da BS2, Gabriel Pentagna Guimarães, vibrou com o acordo e rasgou elogios ao Flamengo.


"Estamos muito felizes com a oportunidade de unir as nossas marcas na grande paixão dos brasileiros, o futebol. O Flamengo é um dos maiores clubes do mundo, com mais de 40 milhões de torcedores apaixonados em todo o país. Nossa expectativa é que essa parceria seja um sucesso para o clube, para o Banco BS2, e que traga muitas alegrias para o torcedor", afirmou.