Enquanto a maioria dos clubes já considera seu ciclo de contratações encerrado, o Atlético-MG dá indícios de que ainda tem muitos planos pela frente neste mercado. Além dos oito reforços já apresentados, ​rompendo de vez a política de austeridade financeira que tomou conta do clube em 2018, o Galo ainda busca mais dois reforços nesta janela.


Já segue a gente no Instagram? Clique aqui e venha para a Casa dos Torcedores!

​​Como destaca o ​UOL Esportes, apesar do clube não tratar publicamente quais são as carências avaliadas pela comissão técnica, há um consenso geral a respeito das principais necessidades do atual plantel. A maior prioridade é a busca por um lateral-esquerdo que faça 'sombra' ao titular Fábio Santos. O nome preferido do Alvinegro para o setor era Felipe Jonatan, mas outro interessado no jovem jogador do Ceará acabou levando a melhor: ​o Santos.


Em menor 'escala de urgência', está a busca por um atacante. A chegada do jovem Rafael Papagaio, ​nome tratado com muita expectativa pela cúpula alvinegra, amenizou a preocupação com a referência. No entanto, o fato de Ricardo Oliveira ser sujeito a 'chuvas e trovoadas', e seu reserva imediato ter apenas 19 anos, ainda criam uma certa ressalva ao setor.

Há também as oportunidades de mercado, não necessariamente para setores carentes. Este, por exemplo, é o caso da negociação por Jobson, volante que vem se destacando pelo RB Brasil. O Galo conta com sete volantes em seu atual plantel, sendo este um setor bem preenchido aos olhos de Levir. No entanto, o bom momento do jogador e seu baixo custo o colocam no radar de diversos clubes da Série A, além dos mineiros.