​A indefinição que vinha cercando a grande ​final da Taça Guanabara ganhou um novo capítulo e que, ao que tudo indica, será o definitivo. Depois de muita discussão fora e dentro dos tribunais, a Justiça do Rio de Janeiro manteve a decisão de realizar a partida entre ​Vasco e ​Fluminense com os portões fechados.



O clube cruzmaltino havia agravado da liminar que garantia aos tricolores o direito de sua torcida ficar no lado sul do Maracanã. Em contrapartida, o Flu propôs que, caso não fosse possível cumprir a decisão, o jogo fosse realizado com portões fechados. E foi exatamente o que aconteceu.

Everaldo,Luiz Gustavo


Na decisão, a desembargadora Lucia Helena do Passo apontou que nenhum dos envolvidos (Vasco, Fluminense e FERJ) se mostrou disposto a conciliar, levando a cravar tal medida drástica. A magistrada determinou também a devolução dos valores pagos pelos torcedores que já compraram bilhetes num prazo máximo de cinco dias. E também uma multa de R$ 500 mil ao Cruz-Maltino e ao consórcio do Maracanã em caso de descumprimento da decisão.


A partida acontecerá neste domingo às 17h.