Na próxima terça-feira (11), o Atlético-MG recebe o Danubio no Independência, em duelo válido pela segunda fase prévia da Libertadores. ​Uma vez que a partida no Uruguai terminou 2 a 2, a equipe brasileira pode empatar até por 1 a 1, que ainda avança à terceira fase. No entanto, a mentalidade na Cidade do Galo é bem diferente.


Já segue a gente no Instagram? Clique aqui e venha para a Casa dos Torcedores!

Em entrevista coletiva após a vitória do Galo por 1 a 0 sobre a Caldense, Levir Culpi rechaçou qualquer possibilidade do clube mineiro jogar com o 'regulamento', afirmando que seus comandados sempre entrarão em campo com o objetivo de vencer. Como destaca o ​UOL Esportes, o treinador acredita que este é o DNA do Atlético-MG.


"Uma coisa é certa: nós não vamos jogar para defender a vantagem que nós temos. Não é o conceito do time, da camisa do Atlético. É outro conceito. É o conceito de jogar sempre para vencer. É do DNA e não posso mexer. E quero isso também, o time vencendo. Mas o time tem que ser inteligente. Temos uma vantagem e é até possível administrarmos isso durante o jogo, mas o objetivo é um só: vencer", afirmou o comandante.

FBL-LIBERTADORES-DANUBIO-MINEIRO

Para a partida da próxima terça (11), é bastante provável que a comissão técnica atleticana repita a escalação que iniciou a partida em Montevidéu. Apesar dos apelos das arquibancadas pela sequência para o jovem Guga, a lateral-direita deve seguir sob comando do questionado Patric: "Será a base do jogo do Uruguai. Não pode ser diferente. Tenho que dar continuidade para aquele grupo", cravou Levir.

​​