O futebol é dinâmico e pode mudar de um instante pra outro, seja no que diz respeito à fase de um time, situação financeira do clube ou até mesmo a manutenção de seus principais jogadores. Isso é ainda maior e mais acelerado quando o assunto é o movimentado mercado brasileiro.


Empréstimos aqui, saídas precoces acolá e não são poucas as vezes em que o torcedor acaba se despedindo de jogadores em tão pouco tempo, com a sensação de que a relação poderia ser maior. Não poderia ser diferente no Vasco, celeiro de grandes revelações em toda a história.


Listamos, portanto, cinco nomes que poderiam ter ficado um período maior em São Januário. Confiram abaixo!


Paulinho

FBL-BRA-GER-BUNDESLIGA-PAULINHO

Venda mais recente da lista, Paulinho é também uma das esperanças para a Copa de 2022. Surgiu entre os profissionais do Vasco no final de 2017 e foi um dos destaques do time na campanha que culminou com uma vaga na Libertadores de 2018. Machucou-se no primeiro semestre do ano passado o e, aos 17, foi negociado com o Bayer Leverkusen. Pouco tempo para dar alegrias à torcida.


Souza

Vasco v Palmeiras - Brazilian Championship

O volante com passagens pela Seleção Brasileira tem história extensa no mundo da bola, mas tudo começou na Colina histórica. Suas primeiras aparições com a camisa cruzmaltina aconteceram em 2009. Deixou o clube carioca para jogar no Porto em 2010. Ficou até 2012 em Portugal, depois passou por Grêmio, São Paulo e Fenerbahçe antes de assinar com o Al Ahli Jeddah, da Arábia Saudita.


Alex Teixeira

O atacante foi revelado em 2008 repleto de expectativas. Era a lufada de boas novidades num clube que passava pelo primeiro rebaixamento de sua história. Foi um dos pilares do time que fez bela campanha na Série B em 2009, mas logo na sequência acabou vendido para o Shakhtar Donetsk. Hoje na China, Alex foi especulado como reforço na última janela, mas o acordo com o Gigante da Colina não aconteceu.


Alan Kardec

Brazilian Vasco da Gama players Wagner D

Aos 30 anos, o centroavante revelado no Vasco vive grande fase na China e foi o principal jogador de sua equipe, com 16 gols em 28 partidas disputadas na temporada. Mas saiu muito cedo do clube rumo ao futebol europeu. Voltou ao Brasil, passou por Santos, Palmeiras e São Paulo, mas volta e meia é especulado para a casa de onde surgiu.


Philippe Coutinho

Vasco v Internacional - Brazilian Championship 2010

Coutinho teve sua trajetória encurtada em São Januário devido a uma venda considerada precoce por muitos torcedores do clube na época. Por 3,8 milhões de euros (cerca de R$ 10 milhões na ocasião), o meia, então com 16 anos, foi vendido para a Inter de Milão antes mesmo de estrear entre os profissionais. Só partiu para a Itália em 2010, após jogar menos de um ano no elenco principal do Vasco. Fez apenas três gols atuando no Brasil antes de viajar. Hoje é um dos grandes jogadores do futebol mundial, defendendo as cores do Barcelona.