Foi com goleada que o Trieste, do Paraná, garantiu o troféu da Taça Kaiser de futebol de várzea de 2019. Ao aplicar 6 a 0 no Atlético Itoupava, de Santa Catarina, no Couto Pereira, o time local fez a festa com a torcida presente nas arquibancadas. E, para a comemoração ficar completa, os principais prêmios do torneio também ficaram com atletas da equipe local.



O camisa 10 Hideo foi eleito o grande destaque, também, pelo time do 90min. Afinal, o golaço que ele fez, enfileirando a marcação adversária, é para poucos. “É sempre legal vencer, ainda mais um título inédito. Fica o exemplo para que outras competições sejam tão organizadas quanto esta. Além de importante, é prazeroso jogar assim”, destacou o jogador.



Já o camisa 7 Marcelo Soares, com duas bolas na rede na final, ainda arrebatou o troféu de artilheiro da Taça Kaiser. E o segundo gol, de voleio, foi uma pintura digna da popularidade do futebol amador brasileiro, que busca um reconhecimento como foi dado pela Kaiser ao promover esta disputa. “Todos gostaram muito deste torneio, da organização. Tomara que isso possa seguir. Ano passado já havíamos vencido a disputa local e, se essa equipe continuar assim, temos tudo para seguir no topo.” O técnico Ivo Petry concorda. “Essa vitória dá ânimo, e o grupo vai se motivando cada vez mais. Futebol é assim. Indo para cima, fazendo gols e demonstrando muita luta”, concluiu.



O goleiro Juninho, também do Trieste, também tem o que comemorar, afinal, foi eleito o melhor de sua posição na competição. Por sua vez, o camisa 1 do Itoupava, Danilo, já começou a projetar o que vem pela frente. “Aqui todo mundo é amador e trabalha durante a semana. Levamos o futebol como diversão. Vamos trabalhar duro para chegar de novo na final da Taça Kaiser no ano que vem”, salientou. E foi assim, em clima de confraternização entre adversários, que a disputa em Curitiba chegou ao fim. Que venha, então, 2020.