​Depois de terminar o ano passado em alta, era natural que Gabigol tivesse uma valorização no mercado, principalmente o do futebol nacional - sua passagem pela Europa não convenceu. Porém, uma declaração do pai do atleta chamou a atenção. Segundo ele, o ​Santos, clube que havia repatriado o atacante no início de 2018 e que foi responsável por toda a sua formação, em nenhum momento demonstrou interesse em mantê-lo na Vila Belmiro para 2019.


Já segue a gente no Instagram? ​Clique aqui e venha para a Casa dos Torcedores!



“Somos muito gratos ao Santos, é a nossa casa, onde o Gabriel cresceu e surgiu para o futebol. Mas em momento algum o clube nos procurou para discutir uma renovação. Assim, buscamos o melhor para o Gabriel”, disse o seu Valdemir, ao também falar sobre o acerto com o ​Flamengo. “A escolha foi unânime. Tínhamos outras propostas, incluindo de outros times do Brasil e também um clube da Inglaterra.”



O jogador ainda tem vínculo com a Inter de Milão, mas vai atuar emprestado ao Rubro-Negro por uma temporada. Em 2018, o atacante foi o artilheiro do Campeonato Brasileiro, com 18 gols marcados, da Copa do Brasil, com outras quatro bolas na rede, e também o jogador com mais gols (27) entre todos aqueles que atuaram por um clube de Série A. Agora, terá a oportunidade de disputar a Libertadores da América pela equipe de maior torcida do País. Enquanto isso, o Santos ainda procura um substituto para o seu antigo matador.