​O ​Corinthians quer Sornoza, e o ​Fluminense aceita negociá-lo. Pois agora falta acertar um valor que fique bom termo para ambas as partes e, assim, a transferências possa ser concretizada.


Já segue a gente no Instagram? ​Clique aqui e venha para a Casa dos Torcedores!



As partes, ao que tudo indica, avançam rumo a um acordo para a venda de 60% dos direitos econômicos do equatoriano. Inicialmente, o Tricolor pediu 4 milhões de euros (R$ 17,6 milhões) pelo jogador, enquanto o Timão ofereceu 2,5 milhões de euros (R$ 11 milhões). É possível, assim, que se chegue a um valor intermediário e que fique bom para os dois lados: 3 milhões de euros (R$ 13 milhões). Ao comprar Sornoza junto ao Independiente del Valle, o Flu aceitou repassar R$ 7 milhões ao clube do Equador. No entanto, algumas parcelas ainda são devidas. Caso consiga acordar a ida do meio-campista para São Paulo, terá a possibilidade de encerrar o débito e, ainda assim, embolsar uma parte do dinheiro.



O próprio atleta vê com bons olhos a possibilidade de defender o Corinthians, que não descarta também a inclusão de alguns nomes como moeda de troca. Aliás, a direção espera que o rival das Laranjeiras aceite, no mínimo, um nome, o que diminuiria o valor ser pago - fala-se em Moisés e Marquinhos Gabriel. O meia, que entrou em campo 54 vezes em 2018 e marcou quatro gols, seria uma alternativa a Jadson, que já está com 35 anos e não tem condições de estar sempre em campo. Além disso, poderia atuar como terceiro homem do setor, fazendo uma parceria de qualidade com o camisa 10.