Da sexta posição em julho à uma mão e meia no troféu de campeão brasileiro. O ​Palmeiras viveu uma transformação 'camaleônica' sobre o comando de Luís Felipe Scolari, e com base na filosofia e nos preceitos do experiente comandante, igualou um recorde histórico da competição nacional ao ​bater por 3 a 0 o Fluminense, na última quarta (14).


Já segue a gente no Instagram? Clique aqui e venha para a Casa dos Torcedores!

​​Como informa o ​UOL Esportes, a equipe alviverde chegou a incríveis 19 jogos de invencibilidade no Brasileirão, marca idêntica ao Corinthians de 2017, que não perdeu uma partida sequer durante todo o primeiro turno. Uma vez que os comandados de Felipão encaram o já rebaixado Paraná na próxima rodada, é altamente provável que o Alviverde emplaque 20 jogos e se isole no topo deste ranking.

Em que se pese a estrutura atual do clube e do elenco altamente qualificado, tal arrancada só foi possível pela revolução promovida por Felipão a partir de sua chegada. Preocupando-se em ser efetivo e sólido defensivamente, o comandante transformou o Palmeiras em uma máquina de empilhar vitórias, por vezes jogando muito bem, outras vezes abaixo do potencial da equipe. Encantar nunca foi a prioridade, vencer sim. E vencer lutando.


A "cereja do bolo" para o sucesso na Academia foi a cumplicidade instantânea entre jogadores e treinador. Apesar do elenco recheado de estrelas, os egos estiveram abaixo das prioridades do clube, muito em função do clima familiar implementado por Felipão. Sem picuinhas, os atletas abraçaram o sistema de rodízio, fundamental para que o Palmeiras chegasse em novembro com seus atletas saudáveis e ainda competindo em alto nível.

Neste momento, oito pontos separam o Palmeiras do vice-líder Internacional, que ainda joga nesta quinta-feira (15) contra o América-MG. Uma combinação de resultados pode levar o Verdão à conquista do título já na próxima rodada