Copa do Mundo 2022

62 dias para a Copa do Mundo: bicampeonato da Seleção Brasileira, sem Pelé e com Garrincha protagonista

Matheus Nunes
Em 1962, o Brasil se sagrou bicampeão do mundo, através da genialidade de Garrincha
Em 1962, o Brasil se sagrou bicampeão do mundo, através da genialidade de Garrincha / Arte: Eduardo Fricks
facebooktwitterreddit

Há 60 anos atrás, mais exatamente no dia 17 de junho de 1962, a Seleção Brasileira conquistava seu bicampeonato mundial, no Chile. Sem Pelé, lesionado na primeira rodada e ficando de fora de todo o torneio, a Canarinho teve como seu principal protagonista Garrincha, infernizando os adversários e ganhando o campeonato praticamente sozinho.

Grande estrela daquele time, Pelé chegou na Copa de 62 mais maduro e experiente, já que na conquista de 1958 era apenas um garoto de 17 anos de idade. Todas as expectativas estavam em cima do camisa 10. Porém, a contusão do craque logo no início abalou todo o elenco e deixou os torcedores desacreditados no título.

O atacante só esteve presente no jogo de estreia, quando a Amarelinha bateu o México por 2 a 0 e ele sendo autor de um dos gols. A ausência de Pelé no restante da Copa do Mundo quase colocou tudo por água abaixo. A Amarelinha, por pouco, não foi eliminada na fase de grupos.

Sem o principal astro, Amarildo foi o responsável por substituí-lo. Porém, quem carregou a equipe nas costas foi o gênio das pernas tortas. O camisa 7 chamou para si a responsabilidade de ser "o cara" do time, mesmo cercado de desconfiança por boa parte da comissão técnica e cartolas da seleção.

Na Copa anterior, Garrincha já tinha mostrado seu potencial, com lindos dribles e assistências. Mas foi no bicampeonato que o ídolo do Botafogo se revelou um craque por completo. Além de fazer gols de cabeça, de falta e com perna esquerda, Mané era responsável por buscar a bola, organizar o meio-campo e chegar com perigo ao ataque.

Na semifinal, diante dos chilenos, Garricha foi expulso. Na época não havia suspensão automática e o jogador foi liberado para disputar a final contra a Tchecoslováquia, após um pedido do primeiro-ministro do país Tancredo Neves. A Canarinho se sagrou campeã vencendo a decisão por 3 a 1 e o Brasil se encheu de festa.

Garrincha terminou a Copa do Mundo de 1962 sendo eleito o melhor jogador do torneio, artilheiro, líder de assistências e maior driblador na história dos mundiais, algo até hoje nunca visto na história do futebol.

facebooktwitterreddit