​reviravolta no caso Gustavo Scarpa pegou o Palmeiras de surpresa. O Verdão tinha convicção de que não correria riscos ao utilizar o jogador e contava com um parecer favorável do Ministério Público do Trabalho.


Gustavo Scarpa Palmeiras 2018


De acordo com o ​UOL, o MPT considerou absolutamente legal o desligamento do meia com o Fluminense. Na visão do órgão, a rescisão contratual com o clube carioca, que devia meses de salário e outros valores em direitos de imagem e premiações, aconteceu de forma absolutamente legal.



Com a nova decisão do Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro, Scarpa volta a ter contrato com o Flu e o imbróglio promete se arrastar mais algum tempo. 


​​