6 times que sofreram 'debandada' de estrelas após serem campeões

Nathália Almeida
FIFA Club World Championships: Sao Paulo FC and Liverpool FC
FIFA Club World Championships: Sao Paulo FC and Liverpool FC / Junko Kimura/Getty Images
facebooktwitterreddit

A conquista de um grande título traz prestígio, respeito, lucro financeiro e holofotes ao clube vencedor. Mas o sucesso esportivo carrega também um contrapeso negativo: as grandes estrelas de um time campeão acabam em evidência e, quase sempre, se tornam alvos badalados no mercado de transferências.

A seguir, listamos seis equipes históricas que acabaram se 'desintegrando' após a conquista de uma taça de peso. Confira:


1. Independiente (ARG)

Flamengo v Independiente - Copa CONMEBOL Sudamericana 2017 Final
Flamengo v Independiente - Copa CONMEBOL Sudamericana 2017 Final / Buda Mendes/Getty Images

Sob a batuta de Ariel Holan, o Rojo voltou a ganhar um título internacional após sete anos, batendo o Flamengo em pleno Maracanã para conquistar a Copa Sul-Americana de 2017. Mas o sucesso não continuou a acompanhar a equipe de Avellaneda, muito em função da 'debandada' de seus principais jogadores: Nicolás Tagliafico, Ezequiel Barco, Emanuel Gigliotti, Maximiliano Meza e Diego Rodríguez deixaram o clube um a um.


2. Olympique de Marseille (FRA)

Marseille Captain Didier Deschamps lifts the UEFA European Cup 1993
Marseille Captain Didier Deschamps lifts the UEFA European Cup 1993 / Getty Images/Getty Images

Depois de se estabelecer como o primeiro clube francês a conquistar a Champions League - superando o poderoso Milan na edição de 1992/93 -, o time comandado por Raymond Goethals perdeu sua base: Barthez foi para o Mônaco, Marcel Desailly para o próprio Milan, Rudy Voller para o Leverkusen, Abedi Pelé para o Lyon e Didier Deschamps para a Juventus.


3. Corinthians

Corinthians v Atletico MG - Brasileirao Series A 2017
Corinthians v Atletico MG - Brasileirao Series A 2017 / Alexandre Schneider/Getty Images

Jogando um futebol disciplinado taticamente e muito eficiente, o Corinthians foi de 'quarta força' do Estado de São Paulo à campeão paulista e brasileiro em 2017. Mas os principais nomes daquele ótimo elenco alvinegro acabaram se despedindo do Parque São Jorge logo nos meses seguintes: Pablo, Guilherme Arana, Balbuena, Rodriguinho e Maycon, por exemplo, deixaram saudade na Fiel. Jô, grande artilheiro da competição nacional, também foi embora mas retornou ao clube em 2020.


4. Mônaco (FRA)

AS Monaco v AS Saint-Etienne - Ligue 1
AS Monaco v AS Saint-Etienne - Ligue 1 / Jean Catuffe/Getty Images

Com uma campanha histórica, o Mônaco celebrou seu oitavo título francês em 2016/17, colocando um ponto final na sequência de quatro títulos nacionais do PSG. Mas o feito emblemático do clube do Principado acabou colocando todas as suas estrelas sob holofotes, e a debandada acabou sendo inevitável: Mbappé, Fabinho, Bernardo Silva, Thomas Lemar, Benjamin Mendy e Valerie Germain são alguns dos destaques do título monegasco que já vestem outra camisa na Europa hoje.


5. São Paulo

FIFA Club World Championships Final: Liverpool v Sao Paulo
FIFA Club World Championships Final: Liverpool v Sao Paulo / Shaun Botterill/Getty Images

Campeão do Paulistão, da Copa Libertadores e do Mundial de Clubes, o avassalador São Paulo de 2005 se desintegrou logo após suas conquistas: Cicinho foi para o Real Madrid, Diego Lugano para o Fenerbahçe, Amoroso para o Milan, Diego Tardelli para o Real Betis e Luizão para o Japão. Para o alívio do torcedor tricolor, as reposições aconteceram de forma eficiente e o clube seguiu no topo do futebol brasileiro, conquistando os títulos brasileiros de 2006, 2007 e 2008.


6. Leicester City (ING)

Leicester City Barclays Premier League Winners Bus Parade
Leicester City Barclays Premier League Winners Bus Parade / Michael Regan/Getty Images

Pelo baixo investimento e pouca tradição em disputas por título, a conquista da Premier League 2015/16 pelo Leicester City sempre será lembrada como uma das maiores 'zebras' das grandes ligas na última década. Dentro do possível, os Foxes conseguiram reduzir os danos da exposição, perdendo 'apenas' um ou dois jogadores nas temporadas seguintes, mas boa parte daquele grande elenco já não está no clube: Kanté, Drinkwater, Ben Chilwell, Okazaki e Mahrez, por exemplo.

facebooktwitterreddit