6 técnicos que passaram pelo Vasco, e você talvez não se lembre

Pedro José Domingues
Vasco da Gama's coach Brazilian Romario
Vasco da Gama's coach Brazilian Romario / ANTONIO SCORZA/Getty Images
facebooktwitterreddit

O Vasco teve ao longo de sua história vários técnicos que marcarm épocas, conquistaram títulos importantes e se tornaram ídolos, como Antônio Lopes, Ricardo Gomes, Mário Travaglini, Joel Santana e Flávio Costa. No entanto, outros treinadores tiveram curtas passagens, atribuições um tanto quanto diferentes para o cargo, e muita gente nem se lembra

Com isso, relembramos aqui seis técnicos que comandaram o Vasco da Gama nas últimas décadas, e passaram batido na memória do torcedor. Confira:

1. Tita (2000 e 2008)

O ex-atacante Tita, com passagens vitoriosas por Flamengo, Grêmio e Seleção Brasileira, teve sua primeira experiência como técnico quando assumiu o Vasco em 2000, comandando a equipe por apenas duas partidas. Em 2008, foi contratado por Dinamite para comandar a reta final do Brasileirão e Sulamericana. Com maus resultados no Brasileiro e a eliminação na Sula, se demitiu no mesmo ano.

2. Mauro Galvão (2003)

O ídolo Mauro Galvão, capitão da Libertadores de 1998, foi contratado como treinador do Vasco um ano após sua aposentadoria, em 2003. O ex-zagueiro vascaíno ficou um período bem curto no comando da equipe, e assumiu o cargo de assistente técnico no mesmo ano. Mauro teve apenas três clubes como treinador, sendo Botafogo - 2004 - e Náutico - 2005 - os clubes depois de seu início no cargo pelo Vasco.

3. Geninho (2004)

Após boas passagens por Atlético Mineiro e Corinthians, o Vasco contratou Geninho para ser o técnico da temporada de 2004. No entanto, Geninho teve um desempenho bem abaixo do esperado no comando técnico da equipe, e decidiu por assumir o Al-Ahli, da Arábia Saudita, no meio de seu contrato com o cruzmaltino, no mesmo ano.

4. Renato Gaúcho (2005-2007 e 2008)

FBL-LIBERTADORES-GREMIO-SANTOS
FBL-LIBERTADORES-GREMIO-SANTOS / DIEGO VARA/Getty Images

Renato teve uma boa primeira passagem no comando técnico cruzmaltino, levando a equipe ao vice-campeonato da Copa do Brasil de 2006 e à sexta posição no Brasileirão. No ano seguinte, fracassou no Carioca, foi demitido e rumou para o Fluminense. No final de 2008, retornou ao Vasco após saída conturbada do tricolor. Dessa vez, teve uma passagem marcada de forma negativa, sendo rebaixado para a Série B - o primeiro rebaixamento do clube.

5. Valdir Espinosa (2007)

Valdir Espinosa foi auxiliar técnico de Renato Gaúcho no clube carioca de 2005 até 2007, assumindo o comando técnico da equipe após a demissão de Renato. Em seis partidas como técnico, Valdir teve bons jogos no comando e assegurou a vaga para a Sulamericana pelo Brasileirão. Ao fim da temporada, decidiu por não permanecer como técnico do Vasco, e voltou a ser auxiliar de Renato, dessa vez no Fluminense.

6. Romário (2007)

Após a demissão de Celso Roth, os dirigentes do Vasco colocaram Romário como jogador-treinador interino para o restante da temporada. Ficou efetivado até o início do ano seguinte, e se demitiu após divergências de escalação com o presidente Eurico Miranda. No período em que esteve comandando a equipe, Romário promovia sua entrada na segunda etapa de algumas partidas que o Vasco precisava de resultado.

facebooktwitterreddit