Listas

6 jogadores que brilharam em uma temporada, mas sumiram logo depois

Lucas Humberto
De Grafite no Wolfsburg a Piatek no Genoa: seis jogadores que brilharam em uma temporada, mas sumiram logo depois.
De Grafite no Wolfsburg a Piatek no Genoa: seis jogadores que brilharam em uma temporada, mas sumiram logo depois. / Manuel Queimadelos Alonso/GettyImages
facebooktwitterreddit

A constância no futebol parece cada vez mais um privilégio para poucos. Manter o alto nível no extenso calendário de clubes e seleções anos após anos exige maturidade física, técnica, tática e mental. Por isso, não é tão incomum acompanhar o surgimento de jogadores que alcançam o topo numa determinada temporada, mas não conseguem se manter ali. Hoje vamos falar sobre eles.

6. Hatem Ben Arfa

Hatem Ben Arfa Nice PSG Lyon
Meia-atacante está sem clubes / Marcio Machado/GettyImages

Lyon, Olympique de Marseille e Newcastle são alguns dos clubes de expressão no currículo de Hatem Ben Arfa. O ponto alto da carreira do meia-atacante, no entanto, se deu no Nice: 37 jogos, 18 gols e 10 assistências na temporada 2015/16. No mesmo ano ele foi comprado pelo Paris Saint-Germain e daí em diante as coisas desandaram.

5. Mariano Díaz

Mariano Diaz Real Madrid
Díaz segue no Real Madrid / Soccrates Images/GettyImages

Depois do brilhantismo individual da campanha 2017/18, quando alcançou a marca de 21 gols em 45 partidas defendendo as cores do Lyon, Mariano Díaz retornou ao Real Madrid. Infelizmente, diga-se de passagem, afinal, o centroavante desapareceu em meio ao estrelado plantel merengue. Na atual temporada, por exemplo, teve somente 107 minutos em campo.

4. Grafite

Grafite São Paulo Wolfsburg
Grafite levantou taças importantes junto ao São Paulo / Etsuo Hara/GettyImages

Campeão continental e mundial defendendo as cores do São Paulo, Grafite teve sua época de ouro na Europa quando atuava pelo Wolfsburg, da Alemanha. Em 2008/09, foram 28 gols e sete assistências em 25 compromissos da Bundesliga (você não leu errado!). Daí em diante, partiu rumo aos mercados alternativos antes de retornar ao futebol brasileiro.

3. Alessio Cerci

Alessio Cerci Salernitana Atlético de Madrid Torino
Cerci defende a Salernitana / Ivan Romano/GettyImages

Atualmente sem clube, Alessio Cerci teve grande parte da carreira dedicada ao calcio. Em sua segunda temporada junto ao Torino, viveu o ápice como jogador: 37 jogos, 13 gols, 11 assistências e convocação para a seleção italiana. Infelizmente, a ida para o Atlético de Madrid em 2014 colocou fim no que poderia ter sido uma frutífera carreira.

2. Sergio Araujo

Sergio Araujo Las Palmas Barcelona B Boca Juniors AEK Atenas
Polêmicas extracampo impediram o jogador de ir mais longe / Quality Sport Images/GettyImages

Aos 29 anos, o argentino, que tem passagens pelo Boca Juniors e Barcelona B, está no AEK Atenas, da Grécia. Sergio Araujo teve impacto significativo em Las Palmas: 25 gols em 44 jogos logo na primeira campanha. Mas parou por aí. Devido aos problemas extracampo, o centroavante foi sumindo aos poucos dos holofotes.

1. Krzysztof Piatek

Krzysztof Piatek Polônia Genoa Milan Hertha Berlin
Piatek atuando pela seleção polonesa / SOPA Images/GettyImages

Foram anos "escondido" no torneio polonês antes de Krzysztof Piatek assinar com o Genoa. E ainda bem que ele o fez: 21 jogos e 19 gols em seis meses no calcio. Tamanho protagonismo chamou atenção do Milan, que conseguiu levá-lo a San Siro, onde o centroavante nunca mais conseguiu repetir performance semelhante. A famosa maldição da camisa 9...

facebooktwitterreddit