6 jogadoras que buscam o tricampeonato da Libertadores

Lucas Humberto
Em busca do tri, Rafa Mineira segue entre os principais destaques da Locomotiva
Em busca do tri, Rafa Mineira segue entre os principais destaques da Locomotiva / LEONARDO SGUACABIA/Photopress/Gazeta Press
facebooktwitterreddit

Ferroviária e Corinthians são dos dois representantes do atual domínio brasileiro na Libertadores Feminina. Atual campeã, a Locomotiva parte em busca do seu terceiro título, assim como o Timão. As comandadas de Arthur Elias, aliás, despontam novamente como favoritas em razão do amplo domínio nacional.

Pensando na longa história que envolve as tradicionais equipes, listamos seis jogadoras que estão buscando o tricampeonato da competição continental. Você consegue se lembrar de alguma?

Ferroviária

1. Rafa Mineira

Com lugar garantido entre os principais nomes da Locomotiva, Rafa Mineira parte confiante em busca da sua terceira taça na Libertadores. A meia, que está no clube desde 2014, venceu as edições de 2015 e 2020.

2. Barrinha

A experiente lateral conhece muito bem os caminhos vencedores do torneio continental, afinal, assim como os demais nomes da lista, ela gritou "é campeão" em 2015 e 2020. Mais um vindo aí?

3. Luana

Somente 23 anos e um currículo já multivencedor na modalidade! Campeã brasileira em 2019, a defensora escreveu seu nome na história da Ferroviária ao participar da conquista do bicampeonato da Libertadores.

4. Daiane

Experiência europeia na Liberta? Temos! Daiane Rodrigues, aliás, vai em busca do seu tetracampeonato continental, sendo o tri pelas Guerreiras
Grenás.

Defendendo as cores do time de Araraquara, ela subiu ao lugar mais alto do pódio em 2015 e 2020. Em 2017, quando estava no Corinthians/Audax, a jogadora também venceu a competição. Tomou gosto?

Corinthians

5. Grazi

Com lugar cativo no coração da Fiel, Grazi pode ser definida como uma vencedora nata. Dona de um dos currículos mais impressionantes do elenco, a meia busca vencer sua terceira Libertadores pelo Corinthians.

A primeira taça, conquistada ainda em parceria com o Audax, veio em 2017. Posteriormente, em 2019, veio o título independente do projeto corinthiano. Isso porque ela também já venceu o campeonato pelo Santos.

6. Cacau

No Timão desde 2016, Cacau participou diretamente da construção da dinastia alvinegra no âmbito nacional. Peça importantíssima do elenco, a atacante integrou o grupo que ganhou a Libertadores em 2017 e 2019.

facebooktwitterreddit