6 estrelas internacionais que disseram 'não' ao futebol brasileiro nos últimos anos

Antonio Mota
Manchester United v Chelsea - Premier League
Manchester United v Chelsea - Premier League / Laurence Griffiths/Getty Images
facebooktwitterreddit

O futebol brasileiro foi bastante ousado e agressivo nos últimos anos, tendo contratado várias estrelas do futebol mundial, como Deco, Seedorf, Honda etc. Porém, essas negociações não são fáceis e nem sempre é possível atender às expectativas da torcida, como ficou claro nos casos abaixo. Confira 6 astros internacionais que disseram “não” ao futebol do Brasil nas últimas temporadas:  

1. Anelka (Atlético-MG)

Anelka foi anunciado no Galo, mas nunca pisou em Belo Horizonte.
Anelka foi anunciado no Galo, mas nunca pisou em Belo Horizonte. / ADRIAN DENNIS/Getty Images

Em 2014, o então presidente do Atlético-MG, Alexandre Kalil, publicou em suas redes sociais: “Anelka é o do Galo”. A afirmação do mandatário levou os atleticanos à loucura, mas a verdade é que o atacante nunca chegou à Cidade do Galo. Em vídeo, o ex-Chelsea e Real Madrid afirmou que a transferência não deu certo por conta de erros do cartola, que, para ele, era “amador”.

2. Buffon (Fluminense)

Buffon quase veio ao Brasil defender o Fluminense.
Buffon quase veio ao Brasil defender o Fluminense. / Chris Ricco/Getty Images

Após anunciar que não ficaria no Paris Saint-Germain no ano passado, o mito Buffon não aceitou as emoções que o Fluminense poderia lhe dar e retornou à Juventus. A negociação seria em parceria com uma fornecedora de material esportivo, mas nunca avançou.

3. Didier Drogba (Corinthians)

Drogba foi um 'sonho' do Corinthians.
Drogba foi um 'sonho' do Corinthians. / Laurence Griffiths/Getty Images

O Corinthians sonhou alto em 2017 e foi atrás do lendário Didier Drogba, que, por razões pessoais, disse “não”. Há pouco mais de um ano e dois meses, o ex-camisa 9 voltou a falar sobre o assunto e disse o porquê de não ter sido mais um louco da Fiel: “O que aconteceu foi que eles fizeram uma oferta, não foi a única oferta que eu tive. Claro que é um clube grande e eu tenho muito respeito pelo Corinthians e pelos meus irmãos brasileiros, mas eu decidi ir por outro caminho ser co-proprietário de um clube, agora sou dono de um clube. Minha visão foi a longo prazo, não apenas uma visão de um ou dois anos, foi por isso que eu decidi ir para os Estados Unidos e abraçar esse desafio”, disse.

4. Yaya Touré (Botafogo e Vasco)

Yaya Touré conversou com Botafogo e Vasco neste ano.
Yaya Touré conversou com Botafogo e Vasco neste ano. / Alex Livesey/Getty Images

Vexames e muita polêmica: esse é o resumo da novela entre Touré, Botafogo e Vasco. Desesperados, os clubes – primeiro o Glorioso e depois o Gigante da Colina – tentaram convencer o ex-Manchester City a atuar no Brasil no começo do ano, mas o medalhão não se dobrou e optou por ficar sem clube.

5. Balotelli (Flamengo)

O polêmico Balotelli quase veio ser reserva de Gabigol no Flamengo.
O polêmico Balotelli quase veio ser reserva de Gabigol no Flamengo. / Jonathan Moscrop/Getty Images

Flamengo e Balotelli conversaram e o acordo ficou próximo de ser fechado na temporada passada, mas, no fim das contas, o atacante decidiu ir para o modesto Brescia, da Itália. Hoje, após muitas confusões, o polêmico italiano está sem clube.

6. Edinson Cavani (Grêmio)

O Grêmio queria o uruguaio Cavani, ex-PSG e agora no Man. United, no seu ataque.
O Grêmio queria o uruguaio Cavani, ex-PSG e agora no Man. United, no seu ataque. / FRANCK FIFE/Getty Images

Em busca de um craque, o Grêmio olhou o mercado, viu que Cavani estava sem clube após deixar o PSG e decidiu ir para cima do uruguaio. Porém, o negócio não passou de um sonho e o atacante foi para o Manchester United. O Galo também sondou o artilheiro.

facebooktwitterreddit