6 brasileiros que ninguém sabe como foram parar nessas equipes

Lucas Humberto
Douglas Pereira, Lucas Silva, Henrique e mais: confira seis brasileiros que foram parar no exterior, mas ninguém sabe como.
Douglas Pereira, Lucas Silva, Henrique e mais: confira seis brasileiros que foram parar no exterior, mas ninguém sabe como. / Shaun Clark/Getty Images
facebooktwitterreddit

Consegue se lembrar de alguma contratação completamente absurda? Aquelas negociações que ninguém nunca sabe como aconteceu? Pois é. Num belo dia, um jogador brasileiro apareceu ventilado em algumas das maiores equipes do mundo. Milagre de empresário? Muito provavelmente. Relembre seis dessas situações.

1. Doni (Liverpool)

Doni Liverpool Roma
Goleiro nunca foi um grande representante da regularidade necessária / Matthew Lewis/Getty Images

Podemos dividir as tratativas "aleatórias" do goleiro Doni em dois momentos: Roma e Liverpool. Mal aproveitado por quase todos os clubes brasileiros onde atuou, incluindo Corinthians e Santos, o arqueiro chegou ao gigante italiano como opção de banco, mas acabou conseguindo a tão sonhada titularidade.

Acontece que ele nunca foi um exemplo clássico de regularidade. Ao mesmo tempo em que fazia defesas fantásticas, sofria gols inacreditáveis. Ainda assim, chegou aos Reds em 2011, onde esteve atuou em somente quatro partidas.

2. Douglas Pereira (Barcelona)

Douglas Barcelona São Paulo
Douglas Pereira em ação pelo Barcelona / Shaun Clark/Getty Images

A chegada de Douglas Pereira ao Barcelona é um dos clássicos acontecimentos aleatórios que pouquíssima gente consegue entender. O lateral-direito saiu do São Paulo rumo ao Camp Nou em 2014, pela "bagatela" de quatro milhões de euros. Acontece que não teve um grande destaque, temporada histórica, números alarmantes ou algo assim, os culés simplesmente contrataram o brasileiro, que nunca conseguiu se firmar por lá.

3. Matheus Fernandes (Barcelona)

Matheus Fernandes Barcelona Real Valladolid
Brasileiro jogou somente 17 minutos / SERGEI SUPINSKY/Getty Images

Passagem recente na memória do torcedor, certo? Em 2020, o Barcelona pagou sete milhões de euros para tirar o meio-campista do Palmeiras. Ao desembarcar no Camp Nou, nenhuma apresentação oficial. Além disso, seu período de protagonismo na equipe Catalã durou incríveis 17 minutos. Matheus Fernandes teve seu contrato rescindido em julho deste ano. Parece que nem a diretoria blaugrana sabe como ele foi parar lá...

4. Henrique (Lyon)

Esse acontecimento talvez seja um pouco mais fácil de entender, afinal, basta lembrar que o diretor de futebol do Lyon é Juninho Pernambucano, ídolo do Vasco. Apesar disso, as tratativas do lateral, que nunca foi uma grande referência da posição em solo brasileiro, pode ser questionada. Mesmo não fazendo lá tanto sentido assim, desejamos toda sorte do mundo ao brasileiro.

5. Wallace (Chelsea)

Wallace Oliveira dos Santos Chelsea Fluminense
Wallace foi contratado pelo Chelsea, mas nunca jogou / Thananuwat Srirasant/Getty Images

Chelsea e negócios de caráter duvidoso já foram praticamente sinônimos - Alexandre Pato que o diga. Nesse sentido, a grande aposta dos Blues em Wallace tem um lugar reservado no rol de tratativas absurdas.

À época, em meados de 2011, o lateral era apenas um Moleque de Xerém muito promissor, mas nada que valesse o investimento. A situação toda foi tão "esquisita", que ele nunca entrou em campo com a camisa da equipe londrina.

6. Lucas Silva (Real Madrid)

Lucas Silva Real Madrid Grêmio
Volante não correspondeu no Real Madrid / Robert Cianflone/Getty Images

Deixamos a maior polêmica por último. Sabemos que Lucas Silva havia feito uma grande temporada pelo Cruzeiro. Mas, valia a pena ao Real Madrid ter desembolsado 14 milhões de euros pelo meio-campista? O tempo provou que não, uma vez que o brasileiro marcou presença em somente nove partidas dos merengues. Atualmente está no Grêmio, onde também não é titular.

facebooktwitterreddit