ABU DHABI, UNITED ARAB EMIRATES - DECEMBER 16: Romarinho of Al Jazira runs with the ball during the FIFA Club World Cup UAE 2017 third place play off match between Al Jazira and CF Pachuca at the Zayed Sports City Stadium on December 16, 2017 in Abu Dhabi, United Arab Emirates.  (Photo by Francois Nel/Getty Images)

6 jogadores brasileiros em fim de contrato no futebol do exterior

Nada melhor que contratar um reforço badalado sem gastar nada com isso, não é mesmo? O blog do Rafael Reis  preparou uma lista com 6 brasileiros que estão em fim de contrato no futebol europeu e já podem assinar um pré-acordo com novas equipes. 


Seriam bons reforços? Confira!

6. Wellington Nem

Fora dos planos do Shakhtar, o atacante que sofreu com problemas físicos no São Paulo em 2017 tem futuro indefinido. Resta saber quem apostaria em Nem após uma temporada tão fraca no Morumbi. 

5. Rafael Cabral

Encostado no Napoli, Rafael Cabral buscará novos ares no meio do ano. O goleiro não vem sendo aproveitado há muitos meses e certamente trocará de clube para dar uma nova vida a sua carreira.

4. Rafinha

Pretendido por clubes brasileiros na janela de janeiro, Rafinha permaneceu na Alemanha, mas ainda não acertou a renovação com o Bayern de Munique - a extensão contratual é um desejo do gigante bávaro.


Caso não permaneça em Munique, deve retomar os contatos com equipes brasileiras. 

3. Luisão

Ídolo absoluto do Benfica, Luisão tem tudo para se aposentar no clube de Lisboa - ele vem acertando contratos de curta duração nos últimos anos. No entanto, caso o desejo seja voltar ao futebol brasileiro, a hora é essa: o defensor fica livre a partir do meio do ano. 

2. Romarinho

Uma das surpresas do Mundial de Clubes vestindo a camisa do Al Jazira, Romarinho tem somente mais quatro meses de contrato. Resta saber se uma proposta brasileira o atrairia, visto que o atacante tem muito mercado no mundo árabe.

1. Bernard

Talvez o nome mais badalado da lista, Bernard renasceu para o Shakhtar Donetsk. E por isso mesmo, seu retorno ao Brasil, apesar das especulações recentes, é o menos provável.


O garoto da alegria nas pernas tem mercado na Europa e o próprio gigante ucraniano tem interesse em sua permanência.