Ex- jogador do Atlético-MG, o centroavante revelou que não irá comemorar se marcar nesta quarta-feira. Artilheiro do Brasileirão com 10 gols, o atleta do Corinthians disse que até celebraria se o jogo fosse em Itaquera, mas que prefere não fazê-lo pelo fato do jogo ser em Belo Horizonte:


Corinthians v Flamengo - Brasileirao Series A 2017


– Existem duas situações no meu modo de pensar. Joguei no Atlético por três anos. Se eu fizer o gol, não vou comemorar em respeito à torcida. Já farei meu papel com o gol. Se fosse aqui na Arena Corinthians, eu ia comemorar, em respeito aos corintianos. Mas, lá, não vou, pela torcida que já me abraçou. Se fosse aqui, se eu fizer gol no returno, vou festejar diante do torcedor do Corinthians – disse Jô.


Para o camisa 7, não se trata de nenhum desrespeito ao Timão. Na visão de Jô, o seu papel fundamental é ter um bom desempenho dentro de campo - e isso não necessariamente envolve comemorar um gol marcado contra uma torcida que "colocou comida em seu prato". 



– Vou estar fazendo meu papel e ajudando a minha equipe com o gol. Comemoração é um modo de extravasar, mas, ali, diante da torcida que me apoiou, que colocou comida no meu prato, tenho gratidão. Só de fazer gol, já farei minha parte – justificou. 


– Realmente é uma mistura de sentimentos, de gratidão, pois é um clube que abriu as portas num momento difícil, e consegui retribuir com título marcante para o clube. Mas hoje vivo um grande momento no Corinthians, busco objetivos aqui e terei de fazer meu melhor. Com a camisa do Corinthians, tenho de fazer com que a minha equipe ganhe – concluiu. 

​​