Rogério Ceni não é técnico do São Paulo desde o dia 3 de julho. Entretanto, mais de três semanas depois da saída do M1T0, o tricolor ainda não definiu o pagamento da multa rescisória que o ex-goleiro tem direito. 



Segundo informações do ​UOL, o clube deve marcar uma reunião para os próximos dias para encaminhar o assunto. A diretoria são-paulina terá de pagar R$ 5 milhões ao treinador por tê-lo demitido ainda em 2017.


Flamengo v Sao Paulo - Brasileirao Series A 2017


Contratualmente, a cúpula tricolor só poderia mandar Ceni embora sem ressarci-lo no final deste ano. O vínculo acertado previa que em dezembro, após o fim do Brasileirão, existiria um período em que o clube ficaria livre da multa se optasse pela demissão. Consideraria-se, nesse caso, que Ceni não estaria sendo desligado com o trabalho em andamento, e sim visando o planejamento da temporada 2018

​​