​O Santos não deve mudar sua formação para a partida contra o Bahia, neste domingo (23), no Estádio Pacaembu, às 11h. O técnico Levir Culpi aprovou a atuação de seus comandados na vitória contra a Chapecoense.


Para enfrentar o Bahia, que não perde há cinco rodadas, o treinador ainda conta com a volta de Bruno Henrique, que estava suspenso. Com o atacante, o Peixe adota uma formação mais ofensiva e ganha mais um "garçom" no jogo. 


O camisa 27 é um dos líderes em assistências no Brasileirão. Já foram cinco passes a gol e, no quesito, o santista perde apenas para Luan, do Grêmio, com seis. Bruno Henrique ainda soma uma assistência na Copa Libertadores.


Foto: Ricardo Nogueira/Getty Images


O outro "garçom" da equipe é Lucas Lima. Na temporada, o camisa 10 tem nove assistências (seis na Libertadores, dois no Brasileirão e um na Copa do Brasil). 


"Lucas Lima é diferente. Faz a diferença. E os outros sabem. Ele é muito marcado. Quando estou dentro de campo, eu tento criar espaços, infiltrar para que ele faça o que mais sabe fazer que é deixar os companheiros cara a cara. Com Lucas não jogando, o que mais importa é ajudar o time", afirmou Vecchio.


Bahia chega ao Pacaembu em boa fase


Foto: Lucas Uebel/Getty Images


Em ascensão no Brasileiro, o Bahia vai para São Paulo já recuperado. A equipe de Jorginho chegou a figurar na zona de rebaixamento, mas não perde há cinco rodadas. O último jogo da equipe baiana foi fora de casa, contra o Atlético-MG, onde venceu por 2 a 0.


Para o jogo contra o Peixe, Jorginho continua com sua equipe desfalcada. O principal desfalque é o ex-santista Rodrigão, que sofreu luxação no dedo do pé direito e desfalca a equipe pelo terceiro jogo. 


Por outro lado, Jorginho conta com a volta do volante Renê Junior, destaque no Brasileirão, e que cumpriu suspensão na última rodada.