​No ano passado, o Flamengo deu adeus ao sonho do título do Campeonato Brasileiro depois de empatar com o Coritiba em 2 a 2 no Maracanã – os cariocas abriram 2 a 0 de vantagem e cederam o empate. Em 2015, quando o time vinha de seis vitórias consecutivas e já se animava na busca pelo caneco, tomou 2 a 0 do Coxa em um Mané Garrincha com cerca de 70 mil pessoas. Pois é este adversário que está novamente no caminho rubro-negro, mas em um momento bem diferente.



Se nas oportunidades anteriores o Coxa despejou um balde de água fria em uma possível (mas improvável) volta olímpica, neste ano poderá decretar trocas na comissão técnica carioca. Sim, a situação é de extrema pressão no Mengão, que não conquistou a vitória nos últimos três compromissos e viu a torcida pedir a saída de Zé Ricardo após o empate com o Palmeiras. Diego, diagnosticado com fadiga muscular, é o principal desfalque. Além disso, uma formação alternativa deverá ser testada, já que durante a semana o time vai em busca da classificação às semifinais da Copa do Brasil diante do Santos.



O duelo deste sábado, às 19h, é na Ilha do Urubu. E quem estiver presente vai exigir um futebol digno de um elenco estrelado. Afinal, mesmo que o clube esteja em quarto lugar na tabela, os doze pontos de diferença para o líder Corinthians não são esquecidos. Vale lembrar, também, que o Coritiba é apenas o 13º colocado e será comandado pelo preparador físico Robson Gomes - Marcelo Oliveira, treinador que chega para ocupar o lugar de Pachequinho, ainda não fará sua estreia.



Flamengo: Thiago; Pará, Juan, Rafael Vaz e Trauco; Romulo e Willian Arão; Éverton Ribeiro, Mancuello e Geuvânio; Guerrero. Técnico: Zé Ricardo.

Coritiba: Wilson; Dodô, Márcio, Luizão e William Matheus; Jonas, Alan Santos e Matheus Galdezani; Neto Berola, Rildo e Henrique Almeida. Técnico: Robson Gomes.


​​