​Fim da linha para Pintado no Morumbi. O São Paulo anunciou nesta sexta-feira que o profissional não é mais auxiliar técnico do clubeAfastado dos trabalhos junto ao elenco principal desde a saída de Rogério Ceni do comando, a saída do ídolo tricolor da década de 90 parecia iminente. 


Atletico MG v Sao Paulo - Brasileirao Series A 2016

O então auxiliar chegou em abril de 2016, mesmo atuando como técnico até pouco tempo atrás. Aceitou a nova posição para ser assistente permanente dos treinadores são-paulinos. O primeiro com o qual trabalhou foi Edgardo Bauza. Sua chegada na ocasião foi para suprir a saída de Milton Cruz, que estava exercendo o cargo há duas décadas. 


Cercado de expectativas pelo seu retorno ao São Paulo, foi apresentado e, desde o início, deixou claro como seria a sua postura e a sua personalidade em relação a eventuais interferências dos dirigentes são-paulinos. Tinha também planos para fazer a integração entre Cotia e os profissionais. O projeto, porém, não foi para frente:


"A ideia era iniciar um projeto de transição base-profissional. Como ainda não está claro (como seria) esse projeto, achamos melhor finalizar minha participação, em comum acordo com o clube", afirmou Pintado em sua despedida.