Barcelona

5 treinadores que não deixaram saudade no Barcelona

Vitor Beloti
Quique Setién sofreu uma goleada de 8 a 2 para o Bayern de Munique.
Quique Setién sofreu uma goleada de 8 a 2 para o Bayern de Munique. / Pool/GettyImages
facebooktwitterreddit

Nos últimos anos, o Barcelona teve treinadores que deixaram saudades no torcedor blaugrana, especialmente Pep Guardiola e Luis Enrique, últimos comandantes que permaneceram no clube por longo período com inúmeros títulos conquistados, inclusive a Champions League.

No entanto, nem todos os profissionais que comandaram a equipe deixaram uma marca positiva, e muito menos estão fazendo falta ao time. Pensando nisso, listamos os 5 treinadores que não deixaram saudade no Barcelona.

1. Ronald Koeman

Ronald Koeman
Ronald Koeman foi demitido em outubro deste ano. / Denis Doyle/GettyImages

O lendário jogador holandês do Barcelona virou técnico do clube no início da temporada 2020/2021, mas passou longe de ser um dos grandes treinadores do clube.

Apesar de ainda ter a presença de Lionel Messi na equipe, Ronald Koeman mostrou pouco conhecimento sobre o futebol moderno, além de deixar de lado a cultura catalã de jogar bola, através de um futebol ofensivo e com uma posse de bola que envolve o adversário. O holandês conquistou uma Copa do Rei, em 2020/2021, mas não foi suficiente para deixar saudades no coração dos torcedores catalães.

2. Quique Setién

Quique Setien
Quique Setién foi humilhado no comando técnico do Barcelona pelo Bayern de Munique. / Pool/GettyImages

Setién "caiu de paraquedas" no Barcelona após uma boa temporada pelo Real Betis, da Espanha, e apenas conseguiu marcar a história do clube com resultados negativos.

O treinador de 63 anos esteve à frente do clube em 25 partidas, e participou da vergonhosa goleada diante do Bayern de Munique por 8 a 2, pelas quartas de finais da Champions League 2019/2020.

Uma das maiores derrotas da história do Barcelona, e que os torcedores do clube jamais irão esquecer. Atualmente o técnico Quique Setién está sem clube.

3. Tata Martino

Tata Martino
Tata Martino teve um aproveitamento fraco com o clube catalão. / Juan Manuel Serrano Arce/GettyImages

O argentino foi o primeiro treinador de Neymar clube blaugrana, e treinou a equipe por apenas um temporada: 2013/2014. Naquela época, o Barcelona tinha a presença de jogadores como Xavi, Iniesta, Messi e Neymar, mas nem por isso conseguiu colocar um futebol vistoso dentro de campo e sequer conquistou um título relevante nacionalmente. O treinador, atualmente, é o comandante da seleção mexicana.

4. Jordi Roura

Jordi Roura
Jordi Roura assumiu o comando técnico da equipe na ausência de Tito Vilanova. / Jean Catuffe/GettyImages

Após o afastamento de Tito Vilanova para tratamento de um câncer na glândula parótida - doença que, infelizmente, acabou levando ao seu óbito -, o Barcelona acabou sob comando de Jordi Roura. O treinador esteve à frente em 14 oportunidades e conquistou 8 vitórias, 3 empates e 3 derrotas com Lionel Messi, Iniesta e Xavi dentro do time. Um retrospecto pouco impactante para o elenco que tinha em mãos.

5. Louis van Gaal

Barcelona coach Louis Van Gaal
Louis Van Gaal não teve uma boa segunda passagem pelo Barcelona. / Shaun Botterill/GettyImages

O holândes Louis van Gaal fez história em sua primeira passagem pelo clube catalão, triunfando a Supercopa da UEFA, em 1997, e duas vezes consecutivas o campeonato espanhol, entre 1998 e 1999. No entanto, em sua segunda passagem, em 2002, a situação não foi nada parecida e esteve no comando técnico da equipe em apenas 30 partidas daquela temporada.

O aproveitamento não foi o esperado, além de resultados bem abaixo do que se imaginava pela força do elenco naquela temporada: 16 vitórias, 5 empates e 9 derrotas em 30 jogos. O torcedor pode sentir saudades do treinador antes dos anos 2000, mas depois da virada do século os catalães não querem nem saber do holandês.

facebooktwitterreddit