5 promessas da base do Flamengo que não vingaram como o esperado

Vitor Beloti
Adryan era a grande aposta do Flamengo em 2011
Adryan era a grande aposta do Flamengo em 2011 / LatinContent/GettyImages
facebooktwitterreddit

O Flamengo é famoso no futebol brasileiro pela quantidade de talentos nas categorias de base. Apenas nos últimos anos, jogadores como Vinícius Jr e Paquetá deixaram a Gávea e hoje atuam nas principais competições da Europa.

No entanto, não é sempre que algum atleta do clube consegue manter a constância das divisões de base e vingam quando chegam no profissional, como é o caso da lista abaixo que reúne atletas que não vingaram como o esperado.

1. Adryan

Adryan
Atacante de 27 anos defende as cores do FC Sion / Buda Mendes/GettyImages

O carioca Adryan foi revelado pelo Flamengo em 2011 como a grande promessa do clube nos últimos anos, além de ser considerado o 'novo Zico', mas chegou longe de estar no patamar do grande ídolo dos flamenguistas.

Depois de subir para o profissional, o jogador atuou com a camisa rubro-negra durante três temporadas e marcou apenas dois gols. Por conta disso, ele acumulou empréstimos até ser vendido em 2017 para o FC Sion, onde está até hoje. Neste período também passou por Avaí e pelo futebol turco, mas voltou à Suíça.

2. Negueba

Flamengo v Atletico MG - Serie A
Habilidade era uma das principais características de Negueba / Buda Mendes/GettyImages

Um pouco antes de Adryan subir, o jogador da vez era Negueba, muito elogiado nas categorias de base por ser um ótimo driblador. No entanto, enfrentou dificuldades para render em alto nível quando se profissionalizou e isso prejudicou a sua continuidade no Flamengo.

O clube carioca cedou o jogador de graça para o Coritiba em 2015 e desde então Negueba rodou por diversos clubes até chegar ao futebol da Coreia do Sul e atualmente joga no Incheon Utd.

3. Rafinha

Rafinha
Rafinha, ex-jogador do Flamengo e do Avaí / Alexandre Loureiro/GettyImages

Em 2013 foi a vez do jovem atacante Rafinha entrar no time titular do Flamengo. O jogador até que foi bem durante alguns jogos com a camisa rubro-negra, principalmente diante do Vasco, quando travou bons duelos com o zagueiro Dedé.

Mesmo caindo nas graças da torcida, o maranhense de Porto Franco não manteve a constância dos primeiros jogos e caiu de produção ainda na Gávea, e foi emprestado pelo clube durante os próximos anos até ser vendido para o Avaí, em 2018. Ele foi negociado e hoje está no The Strongest, da Bolívia.

4. Mattheus

Mattheus Oliveira
Além do Fla, Mattheus atuou no Coritiba e em clubes portugueses como Estoril e Vitória de Guimarães / Gualter Fatia/GettyImages

O meio campista Mattheus Oliveira tinha muito prestígio em 2012 por ser o filho do tetracampeão mundial Bebeto, mas ao longo dos anos isso foi por água abaixo. O jogador não mostrou toda sua capacidade como grande armador nos principais momentos da temporada e, por conta disso, foi dispensado do Flamengo. Ele tinha vínculo com o Sporting (Portugal), mas o acordo de quatro anos acabou em agosto e até agora ele não acertou um novo destino.

5. Erick Flores

Erick Flores era considerado o 'novo Adílio' por alguns flamenguistas da época, porém, decepcionou. Foram 28 partidas pelo profissional sem grande êxito e o ciclo na Gávea terminou em 2012. Desde então circulou por clubes brasileiros e teve até rápida passagem pela Albânia. Neste ano o carioca que está com 32 anos fechou com o Remo, que disputa a Série B do Brasileirão.

facebooktwitterreddit