5 presentes que a torcida do Grêmio gostaria de receber nesse aniversário

FBL-FRA-LIGUE1-PSG-BORDEAUX
Gremistas vivem expectativa pela chegada de Cavani | FRANCK FIFE/Getty Images

São 117 anos de muita história. Nesta terça-feira, 15 de setembro, o Grêmio está de aniversário. Pois enquanto o time se prepara no intuito de retomar sua participação na Libertadores - enfrenta a Universidad Católica, nesta quarta-feira, no Chile -, a torcida vive a expectativa, claro, por dias melhores. E o 90min enumera cinco presentes que, certamente, animariam os tricolores, que estão cabreiros com o desempenho recente dos comandados de Renato Portaluppi.

1. A volta "daquele" Romildo

Romildo Bolzan Júnior, desde 2015, vem fazendo uma administração exemplar à frente do Grêmio. Mas, de uma hora para outra, resolveu se esconder nos gabinetes ao invés de botar a cara para bater. A torcida, que o tinha como "herói", agora o adjetivou como o "homem do superávit". Ou seja, é momento daquele dirigente combativo, que nunca escondeu para baixo da cama os problemas do clube, voltar a aparecer e falar aquilo que todos desejam ouvir.

2. Um Renato menos folclórico

Renato Gaucho
Lucas Uebel/Getty Images

Renato Portaluppi é o maior nome da história do Grêmio e jamais deixará de ser. Mas, nos últimos tempos, parece que "sentou" em cima de resultados que nem são tão bons assim. A torcida quer que ele volte a ser um treinador, e não um frasista.

3. A troca do vice de futebol

Paulo Luz pode ser boa gente (e é), trabalhador, gremista. Mas, para vice de futebol, não serve mais. Já mostrou falta de comando e discurso fraco. Suas entrevistas são verdadeiros desastres, e a torcida não se sente representada por ele.

4. A volta de um futebol convincente

Pedro Geromel
Lucas Uebel/Getty Images

A torcida do Grêmio se acostumou com um futebol de encantamento nos últimos anos. E ele, do nada, se esvaiu. Quem sabe a data do aniversário não sirva como mote para esta retomada? Se a Libertadores é a cara do Tricolor, o jogo desta quarta-feira pode ser utilizado como pontapé inicial.

5. Edinson Cavani

Mais do que presente, isso é sonho. Deixaria qualquer gremista com um sorriso no rosto e com a certeza de que está chegando um jogador de nível mundial, capaz de marcar época e se colocar na galeria dos grandes ídolos do clube.