Futebol brasileiro

5 joias da base do Santos que não vingaram como o esperado

Daniel Farias
Ganso e Neymar formaram uma dupla de sucesso no Alvinegro Praiano
Ganso e Neymar formaram uma dupla de sucesso no Alvinegro Praiano / AFP/GettyImages
facebooktwitterreddit

O Santos é muito conhecido por ser uma equipe que revela grandes talentos que depois vão despontar nos gramados do Brasil e do mundo. Dentre eles há nomes como Pelé, Neymar e Gabigol, como exemplos. Porém, nem todos os Meninos da Vila de fato conseguem uma carreira brilhante.

1. Ganso

Santos' Paulo Henrique Ganso (L) reacts
Ganso e Neymar: sintonia dentro de campo e fora das quatro linhas / AFP/GettyImages

Seria injusto dizer que Paulo Henrique Ganso não vingou no futebol. Sim, ele conseguiu ter bons momentos após deixar o Santos, mas esteve longe de ser aquilo que se projetou após seu promissor início de carreira na Vila Belmiro. Após deixar o Peixe, passou por São Paulo, Sevilla, Amiens e Fluminense, onde está hoje, porém desde que deixou a Vila Belmiro a falta de regularidade sempre esteve presente ao longo da carreira, com atuações de destaque e períodos onde figura no banco de reservas ou sequer é relacionado.

2. Jean Chera

O meia-atacante Jean Chera surgiu na base do Santos como candidato a "novo Pelé", ganhou holofotes desde a adolescência e foi comparado com Neymar. Com uma enorme repercussão, muita expectativa foi criada para com o jogador, mas sua carreira passou longe do que se imaginava. O atleta encerrou a carreira em 2017 no Sinop, do Mato Grosso.

3. Geuvânio

Geuvânio
Geuvânio teve duas passagens pelo Alvinegro Praiano / Matthew Stockman/GettyImages

Assim como no caso de Ganso, seria uma injustiça afirmar que Geuvânio não teve uma carreira em alto nível. Aos 29 anos, ele defende a Chapecoense. Apesar disso, o jogador nunca atingiu o patamar que foi projetado logo nos seus primeiros passos com a camisa do Peixe e ao longo da vida profissional teve oportunidades em grandes clubes como Atlético-MG e Flamengo, despertou interesse dos chineses e jogou por lá, mas também não se firmou.

4. Neilton

Neilton
Neilton marcou 4 gols em 19 jogos pelo Santos, mas início promissor não se confirmou ao longo dos anos / Pedro Vilela/GettyImages

Neilton é outro revelado pelo Santos que surgiu conseguiu certo destaque em alguns momentos de sua carreira, mas que nunca atingiu o status que justificasse o apelido de "novo Neymar". O atacante de 27 anos e está no Sport. Após deixar a Baixada Santista, o atacante que tem como característica ocupar mais os lados do campo, como um ponta, vestiu camisas de grandes clubes como Coritiba, Cruzeiro, Internacional e São Paulo, mas em nenhuma das vezes ultrapassou a marca de 30 jogos. O auge foi no Botafogo ou Vitória, mas mesmo assim jamais correspondeu às expectativas que o cogitaram na seleção brasileira ou no futebol europeu.

5. Tiago Luís

Souza, Tiago Luis
Tiago Luís foi chamado de "Messi brasileiro" em reportagem do jornal espanhol Marca / Alan Pedro/GettyImages

Por fim, um caso um pouco mais antigo. O meia-atacante Tiago Luís foi revelado pelo Santos no início do século XXI e um dos momentos marcantes foi quando o tradicional jornal espanhol "Marca" o apelidou de "Messi brasileiro" ao citar um interesse do Real Madrid no jogador, algo que jamais se concretizou. A chance no Velho Continente surgiu em 2010, quando acertou com o Leiria, de Portugal, porém meses depois retornou ao país natal. O currículo foi construído em clubes do interior, principalmente,

facebooktwitterreddit