5 jogadores que passaram de grandes estrelas a esquecidos no ostracismo

Lucas Humberto
Adebayor rodou pela Europa, mas a verdade é que poucos sabem onde joga no momento
Adebayor rodou pela Europa, mas a verdade é que poucos sabem onde joga no momento / Ian Horrocks/Getty Images
facebooktwitterreddit

O futebol soube levá-los ao topo, mas nem tudo dura para sempre. Em poucas temporadas, alguns jogadores conseguiram ir de grandes estrelas da modalidade para ilustres desconhecidos, seja por problemas físicos, técnicos ou ainda situações extracampo. Sem mais delongas, confira cinco jogadores que caíram no limbo do esquecimento.

1. Bojan Krkić

Bojan Krkic Barcelona Roma Milan Ajax
Bojan não conseguiu conviver com a alcunha de "novo Messi" / Scott Taetsch/Getty Images

Nas categorias de base do Barcelona, Krkić marcou gols de todos os jeitos. Com o rápido estrelato, o espanhol foi integrado ao time principal e se tornou o jogador mais jovem a marcar um gol defendendo as cores culés, tendo 17 anos e 51 dias na ocasião. O futuro promissor, no entanto, foi esmagado pelo peso das expectativas.

O gigantesco status de "novo Messi" acabou sendo demais para Bojan carregar e, aos poucos, ele perdeu seu brilho. Teve chances em grandes times do Velho Continente, como Roma, Milan e Ajax, mas não conseguiu se firmar. Atualmente, está sem clube.

2. Emmanuel Adebayor

Emmanuel Adebayor Manchester City Mônaco Real Madrid
Centroavante foi, aos poucos, perdendo o brilho no futebol / VI-Images/Getty Images

Depois de somar números impressionantes no Mônaco, Arsenal e Manchester City, Adebayor chegou ao Real Madrid sob muita expectativa, mas não conseguiu repetir os mesmos feitos de outrora. Saiu dos Blancos sem muito prestígio e até recuperou parte da regularidade no Tottenham, porém longe de ser o centroavante dos anos iniciais na carreira.

Dos Spurs foi para o Crystal Palace, depois rumou ao futebol turco e, mais recentemente, atuou no Olimpia. Cada vez mais distante dos grandes centros, o jogador perdeu seu brilho e está sem clubes.

3. Robinho

Robinho Santos Turquia Inter de Milão
Robinho também atuou no futebol turco / VI-Images/Getty Images

Representante da poderosa geração de 2002 dos Meninos da Vila, Robinho rapidamente chamou atenção dos merengues e, poucos anos depois, se tornou um dos primeiros contratados do milionário Manchester City. Retornou ao Brasil para defender novamente as cores do Santos e, quando decidiu voltar ao Velho Continente, já estava longe do nível mostrado anos atrás.

O criminoso extracampo também não ajudou. Condenado por estupro, o atacante até tentou retornar aos holofotes do esporte, mas não obteve êxito. Aos 37 anos, está sem clube.

4. Douglas Pereira

Douglas Pereira Besiktas Turquia Barcelona
Douglas Pereira em apresentação do Besiktas, da Turquia / Anadolu Agency/Getty Images

Longe de ser unanimidade entre torcedores, Douglas Pereira sempre levou consigo muita desconfiança, sobretudo na sua chegada ao Barcelona. Acontece que defender as cores culés acabou sendo seu maior feito na carreira, mesmo tendo passado completamente despercebido nas duas temporadas no Camp Nou. O lateral teve sucessivos contratos de empréstimo e, hoje, atua no Besiktas, da Turquia.

5. Fábio Coentrão

Fabio Coentrao Real Madrid Mônaco Portugal
Fábio Coentão em ação no futebol português / Quality Sport Images/Getty Images

A carreira do lateral-esquerdo teve um grande ponto de virada quando o Real Madrid pagou 30 milhões de euros ao Benfica para contratá-lo. Nos Blancos, marcou presença em 106 partidas e teve participação em 12 gols. Longe de ser absoluto, parte da torcida sempre se perguntou como ele se manteve na equipe por tanto tempo, considerando o rendimento irregular dentro das quatro linhas.

Fábio Coentrão ainda teve um período de empréstimo no Mônaco e, mais tarde, retornou ao futebol português, onde atualmente defende as cores do Rio Ave.

facebooktwitterreddit