Opinião

5 jogadores que mereciam estar entre os 30 finalistas ao prêmio Bola de Ouro

Nathália Almeida
Kimmich foi ausência imperdoável na lista final
Kimmich foi ausência imperdoável na lista final / Sebastian Widmann/GettyImages
facebooktwitterreddit

Na tarde da última sexta-feira (8), a conceituada revista France Football, responsável por organizar a premiação individual mais importante do futebol, revelou os 30 finalistas ao Bola de Ouro 2021.

Com inúmeros expoentes do Chelsea, campeão da Champions League, e da Seleção Italiana, campeã da Eurocopa, a relação final não chegou a surpreender, mas algumas ausências chocaram a opinião pública. E é sobre elas que falaremos hoje.

A seguir, elencamos 5 jogadores 'esquecidos' pela France Football que mereciam estar entre os 30 finalistas:


5. Achraf Hakimi

Achraf Hakimi
Hakimi foi um dos destaques da Inter campeã / Nicolò Campo/GettyImages

Destaque do PSG neste início de nova temporada, Achraf Hakimi merecia figurar entre os 30 finalistas pelo seu grande 2020/21 com a Inter de Milão. Ele foi um dos pilares na campanha do título italiano dos Nerazzurri, somando incríveis 17 participações diretas para gols (sete tentos e dez assistências) em 37 jogos de Serie A Tim, números muito expressivos para um defensor.

Foi o lateral/ala mais eficiente do futebol europeu na temporada passada.

4. Édouard Mendy

Edouard Mendy
Mendy resolveu os problemas no gol dos Blues / James Williamson - AMA/GettyImages

Contratado em setembro de 2020 para ser a "solução dos problemas" que os Blues viviam sob as traves com o irregular Kepa, Édouard Mendy gerou impacto positivo imediato, se adaptando quase instantaneamente ao futebol inglês e ao Chelsea.

Seu grande nível de exibições ajuda muito a explicar o sucesso defensivo do clube londrino, setor que terminou a temporada passada com status de melhor da Champions League (4 gols sofridos) e segundo melhor da Premier League (36).

3. Federico Chiesa

Federico Chiesa
Chiesa foi o nome da Juventus na temporada passada / Jonathan Moscrop/GettyImages

É bem verdade que a temporada 2020/21 da Juventus não foi tão boa, mas Federico Chiesa merecia maior atenção da France Football por múltiplos motivos: além de ter sido a grande revelação do time italiano na temporada com 15 gols e 11 assistências, o jovem atacante brilhou na Eurocopa pela Azzurra, especialmente no mata-mata.

Um ano esportivo com duas taças conquistadas (Coppa Itália e Euro), com números pra lá de sólidos, deveria ter sido o suficiente para assegurar o camisa 22 entre os 30 melhores do mundo.

2. Marquinhos

marquinhos psg
Marquinhos é um dos melhores do mundo de sua posição / FRANCK FIFE/GettyImages

O PSG saiu da temporada 2020/21 sem títulos, destronado nacionalmente pelo Lille e derrotado na semifinal da Champions pelo Manchester City. Mas um dos jogadores que pode se orgulhar de ter deixado tudo (e um pouco mais) em campo foi o zagueiro e capitão Marquinhos.

Melhor a cada ano, o brasileiro esteve impecável durante o ano esportivo, se destacando nas interceptações, desarmes e no jogo aéreo ofensivo. Além disso, fez uma bela Copa América pela Seleção Brasileira.

1. Joshua Kimmich

Joshua Kimmich
Kimmich é o "pulmão" de um dos melhores times do mundo / Alexander Hassenstein/GettyImages

A ausência mais sentida pela imprensa esportiva e pelos fãs de futebol foi, sem dúvida, Joshua Kimmich. Meio-campista completo, o camisa 6 se consolidou como o motor do Bayern de Munique, atacando e defendendo com a mesma intensidade e inteligência.

Terminou a temporada passada com 6 gols e 14 assistências em 39 jogos pelo time alemão, média superior a 0,5 participação direta para gol/partida, estatística bastante expressiva para um volante.

facebooktwitterreddit