Listas

5 jogadores que foram sensação na Europa, mas logo sumiram do mapa

Lucas Humberto
Michu é um dos exemplos mais notáveis
Michu é um dos exemplos mais notáveis / Richard Heathcote/GettyImages
facebooktwitterreddit

Manter o alto nível em qualquer torneio nacional de ponta exige muito dos envolvidos. Em alguns casos, mais que outros, claro. Quando falamos nos principais campeonatos da Europa, por exemplo, sabemos que são necessárias boas condições físicas, mentais, técnicas e táticas para prosperar. Uma combinação nada simples de atingir, certo?

Por isso, não é incomum ver atletas que até alcançam o topo no Velho Continente, mas não conseguem se manter lá por muito tempo. Essa descrição te lembra alguém? A seguir, listamos cinco exemplos.

1. Daniel Güiza

Mallorca Dani Guiza
Dani viveu seu auge no Mallorca / JAIME REINA/GettyImages

A performance de Daniel Güiza na temporada 2007/08 foi impressionante ao ponto de ter resultado na convocação do centroavante para a seleção. Com 27 gols em 37 jogos pelo Mallorca, o espanhol fez parte do plantel de La Roja que venceu a Euro 2008.

No entanto, com a indisciplina acompanhando grande parte da carreira do jogador, o desempenho nos anos seguintes não chegou nem perto das atuações que o colocaram nos holofotes. Aos 41 anos, ele segue em atividade no Sanluqueño, time da terceira divisão local.

2. Roque Santa Cruz

Roque Santa Cruz Blackburn Rovers Premier League
Paraguaio segue em atividade / Matthew Lewis/GettyImages

Rosto conhecido nos gramados sul-americanos, Roque Santa Cruz chegou à Europa nos idos de 1999, quando tinha apenas 19 anos. Contudo, a melhor temporada do paraguaio só apareceu quase uma década depois, mais precisamente em 2008.

Defendendo as cores do Blackburn Rovers, o centroavante foi às redes 20 vezes em 37 oportunidades. No Velho Continente, ele nunca mais teve tanto destaque assim. Santa Cruz retornou ao Paraguai em 2016 e, hoje, está no Libertad.

3. Jackson Martínez

Jackson Martínez Porto
Martínez em ação pelo Porto / MIGUEL RIOPA/GettyImages

Ao contrário dos nomes citados anteriormente, Jackson Martínez conseguiu segurar a peteca mais um tempo: três temporadas no auge. Todas elas defendendo as cores do Porto. Em 2015, foi comprado pelo Atlético de Madrid e, dali em diante, jamais seria o mesmo.

22 jogos foi tudo que ele teve junto ao plantel colchonero. Menos de um ano depois, o colombiano recebeu sondagens milionárias para atuar pelo Evergrande, da China, e assim partiu. Ele se aposentou aos 34 anos sem nunca repetir as mesmas atuações do gigante luso.

4. Michu

Miguel Michu Swansea City Premier League
Michu está aposentado / Alex Livesey/GettyImages

Aposentado desde 2017, Michu viveu o ponto alto da sua carreira no torneio mais competitivo do mundo: a Premier League. Na temporada 2012/2013, o espanhol brilhou com a camisa do Swansea City: 18 gols em 35 jogos.

Acontece que, no ano seguinte, ele não chegou nem perto do mesmo brilhantismo. Aliás, devido ao alto número de lesões, o espanhol não conseguiu se destacar da mesma forma em nenhuma das suas equipes posteriores. Ele pendurou as chuteiras no Real Oviedo, time que o revelou.

5. Mido

Tottenham Mido Premier League
Desempenho de Mido no Tottenham chamou atenção de rivais locais / ADRIAN DENNIS/GettyImages

De Ajax e Olympique de Marseille ao Tottenham. Junto aos Spurs, Mido não se destacou logo de cara mas, na campanha 2005/06, foi arrasador: 11 gols em 22 jogos.

No ano seguinte, o Middlesbrough fez todos os esforços possíveis para contar com os serviços do egípcio, que jamais corresponderia da mesma forma. Ele se aposentou em 2013, no FC Barnsley.

facebooktwitterreddit