Listas

5 jogadores pouco badalados que tiveram um inesperado momento de glória

Fabio Utz
Cascini cobrou pênalti que garantiu título mundial ao Boca
Cascini cobrou pênalti que garantiu título mundial ao Boca / TOSHIFUMI KITAMURA/GettyImages
facebooktwitterreddit

Sempre se espera mais de um jogador brilhante. Sempre se espera que este jogador brilhante decida um jogo, vire herói, seja reconhecido publicamente por seus feitos. No entanto, há aqueles que também vivem seus momentos de glória, mesmo que inesperados! Veja estes cinco exemplos e tenha a certeza de que, sim, ninguém está impedido de receber os louros por uma vitória.

1. Éder

Eder Atacante Portugal Herói Final Euro 2016
Atacante virou herói português na Euro 2016 / Lars Baron/GettyImages

O atacante, que à época jogava no Lille, era reserva na final da Euro 2016, entre Portugal e França, e foi a campo aos 34 minutos da etapa final. Pois na prorrogação ele marcou o gol que garantiu o histórico título aos lusos. Foi o dia mais glorioso de uma discreta carreira dentro das quatro linhas.

2. Juliano Belletti

Juliano Belletti Barcelona Arsenal Glória Final Champions League 2006
Brasileiro brilhou na final da Champions em 2006 / LLUIS GENE/GettyImages

O lateral-direito ganhou o apelido de 'herói de Paris'. Isso em função do gol marcado na final da Champions League 2005/2006 em favor do Barcelona. Frente ao Arsenal, o time espanhol voltou a levantar a Orelhuda depois de 14 anos.

3. Raúl Cascini

Alfredo Raul Cascini Boca Juniors Milan Mundial 2003 Herói
Atleta virou herói do Boca no Mundial de 2003 / Koichi Kamoshida/GettyImages

Mais conhecido pelo seu temperamento do que pelo bom futebol, foi o encarregado de bater o pênalti decisivo que deu ao Boca Juniors o título do Mundial de Clubes de 2003 diante do Milan.

4. Rüştü Reçber

Rustu Recber Turquia Copa Mundo Barcelona 2002
Goleiro fez história com a seleção turca em 2002 / Shaun Botterill/GettyImages

A brilhante participação do goleiro turco na Copa do Mundo de 2002 - levou a sua seleção até a semifinal - lhe abriu as portas do Barcelona. No entanto, logo em seguida o clube se deu conta de que havia contratado um atleta comum, que nunca mais colocou em prática aquele nível de futebol.

5. Fabio Grosso

Fabio Grosso Fabien Barthez Itália França Final Copa Mundo 2006
Italiano bateu o pênalti que deu o tetra ao seu país / Clive Mason/GettyImages

Certamente o lateral do Palermo nunca havia sonhado com aquele momento. Defendendo a Itália na Copa do Mundo de 2006, marcou um gol na semifinal e cobrou o pênalti que garantiu o tetra para a Azzurra na decisão. Um herói totalmente inesperado.

facebooktwitterreddit