Copa Libertadores

5 jogadores do Vélez Sarsfield que merecem atenção do Flamengo

Lucas Humberto
Lucas Janson costuma ser um dos pontos de maior desequilíbrio ofensivo do Vélez Sarsfield
Lucas Janson costuma ser um dos pontos de maior desequilíbrio ofensivo do Vélez Sarsfield / Jam Media/GettyImages
facebooktwitterreddit

Dia de Rubro-Negro, Copa Libertadores, e do tradicional duelo Brasil x Argentina. Por meio dos clubes, claro. A partir das 21h30 de Brasília, Flamengo e Vélez Sarsfield medem forças pelo primeiro dos dois confrontos da semifinal do principal torneio continental do calendário.

Em termos de destaques, citar o estrelado plantel de Dorival Júnior é chover no molhado. Pedro, Gabriel Barbosa, João Gomes, Arrascaeta, e por aí vai. Mas e do outro lado: quem são os pilares? Isso nós te contamos a seguir.

1. Abiel Osorio

Abiel Osorio, atacante do Vélez Sarsfield
Osorio pode ser uma importante solução saindo do banco / Rodrigo Valle/GettyImages

Começamos por uma das mais perigosas peças do Vélez Sarsfield no último terço. Aos 20 anos, Abiel Osorio vai aos poucos se tornando uma referência na mobilidade característica dos centroavantes modernos, pivôs e cruzamentos precisos.

As qualidades do argentino se tornam ainda mais valiosas em razão da sua força física capaz de vencer grande parte dos duelos disputados pelo alto e por baixo. Além disso, a boa retenção da bola faz dele um atacante difícil de ser marcado. Pode dificultar a vida da linha defensiva de Dorival.

2. Nicolás Garayalde

Nicolás Garayalde, meia do Vélez Sarsfield
Garayalde exerce importante papel na marcação / Marcelo Endelli/GettyImages

Garayalde merece toda a atenção da torcida rubro-negra por uma simples questão: será de responsabilidade do volante marcar Arrascaeta, a principal arma do meio-campo carioca. A recuperação de bolas, aliás, está entre os grandes trunfos de Nicolás. Mas não é só. Se deixá-lo chegar com liberdade ao último terço, o meia também pode levar perigo.

3. Walter Bou

Walter Bou, atacante do Vélez Sarsfield
Bou é vital para o sistema de Alexander Medina / Marcelo Endelli/GettyImages

Rosto conhecido por quem acompanha o futebol sul-americano com afinco, Walter Bou não é um exímio finalizador e nem o mais criativo dos atacantes. Agora você deve estar se perguntando: ora, então ele é destaque por qual motivo? Nós respondemos: tática.

Em linhas gerais, é a presença do camisa 20 que gera a mobilidade e a fluidez necessária para que o plantel funcione como Cacique Medina quer. Em outras palavras: um dos papéis mais importantes de Bou é ser a engrenagem que o Vélez precisa. E isso pode ser muito traiçoeiro.

4. Lucas Janson

Lucas Janson, atacante do Vélez Sarsfield
Janson é protagonista dos lances mais agudos do plantel de Medina / JUAN MABROMATA/GettyImages

Vice-artilheiro da Libertadores, com sete gols, Lucas Janson costuma concentrar as principais ações ofensivas do Vélez. E ele não aparece apenas para balanças as redes. Até aqui, o argentino de 28 anos contribuiu com quatro grandes chances criadas. Vale observar de perto. Nenhuma peça do time de Medina oferece tanto perigo quanto o camisa 11.

5. Lucas Pratto

Lucas Pratto, atacante do Vélez Sarsfield
Pratto representa a experiência que pode ser um diferencial / Marcelo Endelli/GettyImages

A Nação guarda boas lembranças de Lucas Pratto, certo? Mas, deixando os equívocos decisivos de lado, o atacante pode oferecer nesta semifinal algo que sempre conta muito em Libertadores: experiência. Ídolo do Vélez, o atleta está habituado aos grandes confrontos e, embora não tenha muitos gols recentes na conta, pode desequilibrar.

facebooktwitterreddit