5 grandes clubes que começam o ano sem técnico

Vitor Beloti
Atlético Mineiro inicia 2022 sem treinador.
Atlético Mineiro inicia 2022 sem treinador. / Buda Mendes/GettyImages
facebooktwitterreddit

O ano de 2022 não começou da maneira esperada para alguns clubes, principalmente para aqueles que perderam seus técnicos no final de 2021. Consequentemente, a busca por um treinador será intensa no mercado de transferências para os times em questão.

Abaixo, listamos 5 grandes clubes que começam o ano sem técnico.

1. Atlético-MG

Cuca
Cuca deixou o Atlético-MG. / Pedro Vilela/GettyImages

O técnico Cuca - que foi conquistou a tríplice coroa com o Galo após levantar o troféu do Campeonato Mineiro, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro - relatou que está com problemas pessoais e não estará à frente do clube em 2022.

Por este motivo, o Atlético-MG busca uma boa oportunidade no mercado de transferências para contratar um novo treinador.

2. Cruzeiro

Vanderlei Luxemburgo
Vanderlei Luxemburgo foi demitido do Cruzeiro. / Bruna Prado/GettyImages

Após a compra majoritária das ações do futebol do clube pelo ex-atacante Ronaldo Nazário, o clube iniciou seu processo de reformulação e demitiu o treinador Vanderlei Luxemburgo, que esteve no comando técnico do time no final de 2021. Atualmente, a expectativa é que o uruguaio Paulo Pezzolano seja o novo técnico do clube.

3. Benfica

Jorge Jesus, Andre Almeida
Jorge Jesus deixa a equipe do Benfica. / Quality Sport Images/GettyImages

O português Jorge Jesus não vivia uma relação de amor com a diretoria e, principalmente, com os torcedores do Benfica e entrou em um acordo com o clube para rescindir seu contrato. Neste momento, o treinador negocia com o Atlético-MG e o Benfica mantém os olhos no mercado de transferências para encontrar uma boa oportunidade.

4. Monaco

Niko Kovac, Andre Ramalho
AS Monaco demitiu Niko Kovac. / BSR Agency/GettyImages

O croata Niko Kovac não passou a virada de ano como imaginava após receber a notícia de sua demissão do Monaco no dia 30 de dezembro. O treinador tinha contrato com o clube até junho de 2023, mas a má campanha nesta temporada prejudicou sua continuidade. O Monaco ainda não contratou nenhum técnico para repor a saída do croata.

5. Fenerbahçe

Vitor Pereira
Fenerbahce demitiu Vitor Pereira após pressão da torcida. / BSR Agency/GettyImages

O Fenerbahçe estava sob pressão após péssimos resultados na temporada 2021/2022, e a solução encontrada no final do ano de 2021 foi demitir o técnico português Vítor Pereira. Os protestos da torcida foram fundamentais para a queda do treinador.

facebooktwitterreddit