5 gigantes europeus que buscam voltar às glórias

FBL-ITA-SERIEA-INTER-MILAN
FBL-ITA-SERIEA-INTER-MILAN | MIGUEL MEDINA/Getty Images

Nos últimos anos, esses clubes não vem tendo sucesso que corresponda com seus respectivos tamanhos. Clubes de muita torcida, títulos, e que não deveriam estar em baixa.

Porém, será que temos perspectiva de melhora para as próximas temporadas? Confira cinco clubes, sem ordem de relevância, com histórias enormes em seus países, mas que estão em um grande jejum de títulos.

1. Milan

FBL-ITA-CUP-AC MILAN-JUVENTUS
FBL-ITA-CUP-AC MILAN-JUVENTUS | ALBERTO PIZZOLI/Getty Images

Resultado de uma grande crise financeira, o tradicional e gigante Milan não vem figurando entre os principais times da Itália, e muito menos da Europa.

Heptacampeão da Champions League, o clube de Milão não tem conseguido se classificar para as competições europeias, com a última participação na UCL sendo na temporada 2013/14. Mas agora terá a Liga Europa pela frente, que surge como um horizonte para o clube.

2. Internazionale

Lautaro Martinez
AS Roma v FC Internazionale - Serie A | DeFodi Images/Getty Images

Rival do Milan, a Internazionale também não vem tendo sucesso no cenário europeu. Seu desempenho, porém, tem sido bem melhor que o dos rossoneros, chegando à final da Europa League desse ano, por exemplo.

Principalmente na década passada e no início dessa, os nerazzuri conquistaram lugar de destaque na Itália e na Europa, com títulos italianos em sequência, e a conquista da Champions em 2010.

Recentemente, a entrada de investimento chinês no clube era uma aposta para se reerguer, mas não correspondeu com as expectativas. Apesar do mau momento, o elenco atual é bem promissor.

3. Olympique de Marseille

TOPSHOT-FBL-EUR-C3-MARSEILLE-ATLETICO-FINAL
TOPSHOT-FBL-EUR-C3-MARSEILLE-ATLETICO-FINAL | JEAN-PHILIPPE KSIAZEK/Getty Images

Time de maior torcida na França, o Olympique de Marseille está em um jejum de oito anos sem levantar títulos nacionais. Por ser o único clube francês a conquistar a Champions League, é considerado o mais bem sucedido do país.

Muito por conta da grande ascensão do PSG e de sucessos recente do Monaco, o Marselha deixa a desejar nas competições nacionais. Seus últimos títulos nacionais foram em 2009/10 - Ligue 1 e Copa da Liga - e 2011/12 - Copa da Liga.

No cenário continetal, foi vice-campeão de competições europeias quatro vezes, sendo a última a Europa League de 2017/18. Por ter grande torcida e um time promissor, dias melhores com certeza virão.

4. Manchester United

Harry Maguire, Paul Pogba
Wolverhampton Wanderers v Manchester United - Premier League | Chris Brunskill/Fantasista/Getty Images

Maior campeão inglês e um dos mais sucedidos clubes da Europa, o Manchester United vive de altos e baixos desde a saída do histórico treinador Alex Ferguson, que ficou 27 anos no comando do clube.

Com Ferguson, foram 38 títulos e, depois de sua aposentadoria, apenas quatro. Apesar do título recente da Europa League, os Red Devils vivem um jejum de grandes conquistas, além de deixar a desejar nas grandes competições.

Porém, com o técnico norueguês Ole Gunnar Solskjaer, o clube parece estar no rumo certo. Com um time promissor e com peças interessantes, pode voltar a figurar entre os grandes da Europa naos próximos anos.

5. Arsenal

Pierre-Emerick Aubameyang
Arsenal FC v Olympiacos FC - UEFA Europa League Round of 32: Second Leg | Harriet Lander/Copa/Getty Images

Outro grande clube inglês, o Arsenal tem um caso parecido com o seu rival Manchester United. Desde a saída de Arsène Wenger, que ficou no cargo de treinador por 22 anos, o clube não chega nem perto de conquistar a Premier League novamente.

A última PL conquistada foi em 2003/04, na histórica campanha invicta dos Gunners. Desde então, os recentes títulos de copas nacionais não tem refletido a situação do clube nos últimos anos, que vive uma grande crise.

Porém, com a chegada de Mikel Arteta ao comando técnico da equipe, existe uma perspectiva de melhora para o futuro. O time vem de bons resultados, e possui bons valores em sua equipe, como o craque Aubameyang, e a joia inglesa Bukayo Saka.