Opinião

5 clubes que chegam pressionados às oitavas de final da Copa do Brasil

Nathália Almeida
São Paulo vai mal no Brasileiro e vem de goleada sofrida
São Paulo vai mal no Brasileiro e vem de goleada sofrida / Wagner Meier/Getty Images
facebooktwitterreddit

Na próxima terça-feira (27), a bola rola pelos primeiras partidas de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, o mata-mata mais importante e prestigiado do calendário nacional. Algumas equipes chegam nesta fase com status de totais azarões, como é o caso da Juazeirense e do ABC, clubes que disputam a Série D do Brasileiro.

Mas há também quem chegue "com a corda no pescoço" para esta fase da competição, precisando de bons resultados a qualquer custo para retomar a confiança e a boa fase. A seguir, elencamos 5 clubes que chegam pressionados às oitavas da Copa do Brasil.


1. Grêmio

Diego Souza
Grêmio vive uma temporada assustadora até aqui / Wagner Meier/Getty Images

É, possivelmente, o grande clube do futebol brasileiro que está mais preocupado neste momento. Afundado na zona de rebaixamento da Série A e vindo de pesadas eliminações continentais - caiu na fase prévia da Libertadores e, em seguida, caiu na Sul-Americana -, o Grêmio não pode nem cogitar uma queda precoce na Copa do Brasil.

2. São Paulo

Hernan Crespo
São Paulo de Crespo tem sofrido demais pós-Estadual / Wagner Meier/Getty Images

O São Paulo de Crespo ainda não engrenou na temporada nacional após o desfecho do Paulista, deixando muito a desejar no Brasileiro e alternando bons e maus momentos na Libertadores. Sofreu uma goleada pesada no último final do semana - 5 a 1 para o Flamengo -, resultado que aumenta a pressão nos corredores do Morumbi.

Os altos investimentos em reforços caros (em termos salariais) aumentam a responsabilidade por boas campanhas em torneios de premiações altas, como a Copa do Brasi.

3. Fluminense

Fred
Fred vive jejum incômodo pelo Tricolor / Buda Mendes/Getty Images

O Fluminense tem se comportado bem em jogos eliminatórios, mas vem preocupando seu torcedor pela postura um tanto quanto acomodada e pouco gananciosa no Brasileiro, onde acumula resultados ruins em profusão. As derrotas consecutivas para Grêmio e Palmeiras aumentam as dúvidas em torno do momento desta equipe, que segue oscilando demais e jogando menos do que poderia pela qualidade de seu grupo.

4. Bahia

Dado Cavalcanti
Bahia vem de uma sequencia negativa de resultados / Marcelo Endelli/Getty Images

Acabou o encanto?

O Bahia vinha de um grande início de Brasileiro mas, nas últimas rodadas, a coisa saiu do eixo: encarando rivais de primeira prateleira em sequência - São Paulo, Flamengo e Atlético-MG, respectivamente -, o Tricolor sofreu três derrotas consecutivas, com 9 gols sofridos e nenhum marcado.

Dado Cavalcanti sabe que sua equipe precisa dar a resposta na Copa do Brasil, mas terá pela frente um rival bastante indigesto: o Galo.

5. Santos

Marcos Guilherme
Santos de Diniz ainda oscila demais / Alexandre Schneider/Getty Images

Fechamos essa curta lista com o Santos de Fernando Diniz, que para a surpresa de ninguém, não consegue engrenar uma sequência de bons resultados. Se superou diante do Independiente na Sul-Americana, mas logo em seguida emplacou atuação pobre pelo Brasileiro.

Qual será a versão alvinegra que veremos nestas oitavas de final?

facebooktwitterreddit